Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Produção Exclusiva [2ª Semana]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 4]

51 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:33 pm

climatico

avatar
Nível 2
Fabien: Não gostei nada do Márcio (enquanto personagem) não por estar mal feito, que não está, mas mesmo por ser uma pessoa na vida real só merecia o mau. De qualquer das formas não contactarem o filho durante aquele tempo também foi mt mau.. Enquanto à outra personagem não consigo entender todas as motivações. Pensei em abordar o facto de bater num homem num núcleo meu, mas desisti da ideia, gosto desse facto nessa personagem.

Johnman: O Renato, marido da Patrícia não é vilão? Fazer o que ele fez é mt mau!!! Confundi-me um bocadinho a ler e não consigo imaginar o pai apaixonado pelo filho o.O

PAMSF998: Mais uma vez tem os clichés todos. (Nada contra, pois até estão bem feitos).

Samuel: Uma vilã do lado do bem? Isso chama-se "heroína", não? xD

Em primeiro lugar o meu comentário vai para o Nuno. Não te deixes ir abaixo por quem não envia, esses não interessam.
Tenho pena que mais pessoal não venha cá ler e comentar, seria engraçado.

Acho que em relação aos outros escrevi muito pouco sobre as personagens... Acho que vou ficar a perder muito!

Boa Sorte para todos!!!


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

52 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:34 pm

Nuno

avatar
Nível 2
climatico escreveu:Em primeiro lugar o meu comentário vai para o Nuno. Não te deixes ir abaixo por quem não envia, esses não interessam.

Não te preocupes, não enviam, menos trabalho. xD

Ver perfil do usuário

53 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:35 pm

pamsf998

avatar
Nível 2
Eu sei climatico, mas para núcleo secundário, vou abordar uma coisa que penso nunca ter sido abordado, mas tou indeciso...

Ver perfil do usuário

54 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:37 pm

climatico

avatar
Nível 2
pamsf998 escreveu:Eu sei climatico, mas para núcleo secundário, vou abordar uma coisa que penso nunca ter sido abordado, mas tou indeciso...

É como te digo, os clichés tão lá. Eu não sou nada contra eles, pois são eles que "vendem" uma novela, e não fiques indeciso, não perdes nada em usar Very Happy

Força!


Nuno, força nisso Very Happy


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

55 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:39 pm

pamsf998

avatar
Nível 2
Obrigado, pelo incentivo, climatico!

Ver perfil do usuário

56 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:40 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Thanks cli-ma-ti-co Smile

Ver perfil do usuário

57 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sex Set 19, 2014 10:40 pm

Johnman


Nível 2
climatico escreveu:Fabien: Não gostei nada do Márcio (enquanto personagem) não por estar mal feito, que não está, mas mesmo por ser uma pessoa na vida real só merecia o mau. De qualquer das formas não contactarem o filho durante aquele tempo também foi mt mau.. Enquanto à outra personagem não consigo entender todas as motivações. Pensei em abordar o facto de bater num homem num núcleo meu, mas desisti da ideia, gosto desse facto nessa personagem.

Johnman: O Renato, marido da Patrícia não é vilão? Fazer o que ele fez é mt mau!!! Confundi-me um bocadinho a ler e não consigo imaginar o pai apaixonado pelo filho o.O

PAMSF998: Mais uma vez tem os clichés todos. (Nada contra, pois até estão bem feitos).  

Samuel: Uma vilã do lado do bem? Isso chama-se "heroína", não? xD

Em primeiro lugar o meu comentário vai para o Nuno. Não te deixes ir abaixo por quem não envia, esses não interessam.
Tenho pena que mais pessoal não venha cá ler e comentar, seria engraçado.

Acho que em relação aos outros escrevi muito pouco sobre as personagens... Acho que vou ficar a perder muito!

Boa Sorte para todos!!!

Nope. Ele é boa pessoa. Só que se preocupa em abuso, e isso não bom para quem o rodeia. Smile

E quanto à cena do pai apaixonado pelo filho, é um tema chocante que existe (não exatamente dessa forma mas quantos não são os pais que abusam dos próprios filhos/as), que de tudo que eu me lembre nunca foi abordado nalguma obra de ficção cá, e que decidi aproveitar para abordar nesta trama. Não é muito fácil de imaginar, mas infelizmente é algo que isso existe a sério.

Ver perfil do usuário

58 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 2:49 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Hoje às 18:00 - Pontuações da semana

Ver perfil do usuário

59 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 2:51 pm

climatico

avatar
Nível 2
Neste segundo desafio ninguém deu a sua opinião Sad


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

60 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 2:52 pm

Nuno

avatar
Nível 2
A tita deu. Riso

Ver perfil do usuário

61 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 2:54 pm

Samuel

avatar
Nível 2
Esta tarde comento.


_________________

https://www.facebook.com/susanafelixfas/?fref=ts
Ver perfil do usuário

62 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 4:30 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Infelizmente, os jurados António Barreira e REBL95 não vão poder avaliar os vossos trabalhos desta semana.

Sendo substituidos, respectivamente, por lvigario e Joni Milk. Smile

Ver perfil do usuário

63 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:00 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Oi pessoas!

Hoje revelo as pontuações dos desafios desta semana, do tema....



Vamos recapitular os métodos de avaliação:


Júri: A cada concorrente, cada jurado dará uma pontuação de 0 a 10 a cada sinopse, e
uma pontuação de 0 a 10 às descrições dos personagens. Num total, para cada cada jurado de 0 a 20. No total o júri dá uma pontuação de 0 a 80 a cada concorrente, visto que há 4 jurados.


Público: O público vai votar através de uma votação exterior, depois as pontuações serão convertidas de 0 a 20. Exemplo: Recebi 17 votações, o concorrente A recebeu 10 votos pelo seu desafio, depois vou converter da seguinte maneira, 10:17 = 0.6 ; 0.6 x 20 = 12.


Vamos começar pelas pontuações das sinopses dos vilões:


climatico:
Sinopse:
Tomás e Margarida são o casal perfeito da vila, mas no dia do casamento, quando Carlos abandona a igreja, Margarida não aguenta a pressão e jura-se vingar do que Carlos lhe fez. O que ela ainda não sabe é que o seu noivo só via no casamento uma forma de ascender na vida e, que ela, é apenas uma peça no puzzle dele. Mariana, sua amiga, sabe do corpo que Margarida escondeu e de tudo o que ela faz para destruir o irmão, e é ela que conta a Margarida que Tomás tem um caso com Carlos. Não aceitando ser trocada por um homem, Margarida vai de encontro ao passado de Tomás, descobrindo que ele matou os pais, para poder ficar com o dinheiro deles. A partir daí ela chantageia Tomás e os dois aliam-se para fazer desaparecer Carlos, tirando benefícios disso. Contudo, Mariana não aceita esta decisão da amiga, as duas discutem e Margarida acaba por matar Mariana, enterrando-a, com a ajuda de Tomás, ao lado do outro corpo que escondeu.
No casamento de Margarida e Tomás, Patrícia já tem tudo combinado com Laura. As amigas vão fugir para Lisboa em busca de uma vida melhor, mas os seus objectivos de vida são bem diferentes. Patrícia foge da família por não gostar da sua vida de campo. Em Lisboa, opta pelo caminho mais fácil e vai trabalhar como prostituta, mas não conta a ninguém, dizendo a Laura que ganha dinheiro por trabalhar num call-center à noite. Começa a ter clientes famosos e tenta extorquir-lhes dinheiro, caso contrário denuncia-os ao amigo jornalista Jorge Fernandes, seu apaixonado e que tenta chamar Patrícia à razão, em vão. Ela vê os seus objectivos serem atingidos, ganhando cada vez mais dinheiro e tendo na mão pessoas cada vez mais influentes, que a podem levar para uma vida cheia de glamour. Ela só não conta que quem sobe rápido, desce depressa. É levada, amarrada para Sevilha, acabando espancada, sem dinheiro e amnésica. A partir daí a sua vida recomeça e ao encontrar Laura, já se lembrando de muito da sua vida passada, irá continuar a fingir-se amnésica para tirar partido da amiga.
Na vila, António, apesar de Laura o avisar que Patrícia está com ela em Lisboa, sente que algo não está bem, e por isso quer ir a Lisboa buscar a filha, mas a pedido de Laura não o faz. O que ele não imagina é que a filha está desaparecida. Quem também não está satisfeita com a fuga de Patrícia é a mulher de António, Lurdes, que é consolada por Constança, apaixonada de António, mas que sempre escondeu esta paixão. Contudo, Lurdes, confiando na amiga, conta-lhe que já não é apaixonada por António e que só está com ele por compaixão e também por, com a sua idade, não se sentir preparada para deixar tudo como se fosse uma adolescente. A partir desse momento Constança começa a tramar a vida de Lurdes e António para os separar, contudo quanto mais os separa, mais eles se unem. Além desta relação, Lurdes também não aceita que o seu filho Porfírio não seja casado, arranjando todo o tipo de artimanhas para o separar de Esperança e o casar com Mariazinha, uma mulher solteira da vila.
lvigario:

Nota: 7/10
Justificação: Gostei da construção da personagem da Margarida, que acredito que começa como “boazinha”, mas se vai revelando. Eu gosto desse tipo de desconstruções de personalidades. O número de assassinatos parece-me aceitável e credível. Gostei da história da Patrícia que poderia ser perfeitamente a protagonista, tem pano para mangas. Só não fiquei grande fã do fato do seu amigo jornalista, lhe chamar à razão, preferia que este também não tivesse escrúpulos e que fosse amigo por interesse. Essa, para mim, seria uma abordagem mais interessante. Não referiste a idade da Constança, mas acredito que seja uma senhora mais velhinha, o que faz dela uma vilã com a qual é possível simpatizar e as suas patifarias não me parecem coisas muito más, o que é uma lufada de ar fresco e poderia perfeitamente pertencer ao núcleo cómico. Parece-me ter o número perfeito de vilões, seria bem fácil de articulá-los entre as histórias. Contudo, eu daria o protagonismo à Patrícia.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: Gostei bastante do que li. Os vilões principais, apesar das motivações óbvias, mostram-se já bastante queimados, o que nos deixa na expectativa de que o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro a qualquer momento. Essa tensão é bastante interessante.
Também gosto da história da Patrícia, acho interessantíssimo ela mesmo depois de passar por uma experiência traumatizante, saber jogar a seu favor o que lhe aconteceu.
Quanto à Constança, acho-a clichê, um tipo de personagem bastante explorado. Mas quem sabe, ainda mais se vai saber da história e a minha ideia pode mudar.
No geral, achei sinopses bastante completas. Nota-se que tens tudo muito bem planeado, e não apenas o começo.

Magy:

Nota: 7/10
Justificação: Aaaah finalmente uma sinopse. Uma sinopse mesmo! Bom, eu espero que esse corpo mistério seja importante para a história, porque acho que podias revelar a quem pertence! Pelo que li, não vejo a Patrícia uma vilã pura. Ok, ela chantageia os clientes e tal, mas vejo-a mais como uma "simples" mulher ambiciosa de mais. Quanto à parte António-Lurdes-Constança ficou um pouco sem sal. Tem informação, mas informação desnecessária. Podias ter-te ficado mais na Constança, já que ela é a vilã do núcleo, e deixares de parte a Mariazinha e o Porfírio. Não se justificam aqui, ainda! A parte da Margarida-Carlos-Tomás está completa e eficaz!

Nossa:

Nota: 7/10
Justificação: O Tomás e a Margarida mostram ser uma dupla de vilões imparável e imbatível. Gostei e fiquei curioso para saber todo o seu percurso durante a novela. No geral, boa sinopse, mas pecaste por excesso de informação... em certos momentos, tornou-se confusa.

Fabien:
Sinopse:
Luísa Durão Castro
1970 – Filomena Durão Castro e José Durão Castro têm uma filha, Luísa. Esta nasce no seio de uma família conservadora e muito tradicional. Luísa gosta muito dos seus pais e estes tentam dar-lhe uma edução muito rígida e severa. A filha do casal nunca escondeu o desejo que tem pelo campo e pelo artesanato produzido pelos pais, dizia, até, que um dia ia continuar com o negócio da família. Aos 10 anos, Luísa Castro é abusada sexualmente pelo pai. A menina esconde tudo aquilo perante a mãe. Quando Luísa completa 11 anos de idade faz chantagem com José dizendo que se ele continuar a abusar dela conta tudo a Filomena. Desesperado, José entra em pânico e sofre um enfarte do miocárdio. A aldeia não vê com bons olhos a morte de José e culpa Filomena de o ter morto. A família Castro vai à ruína, mas Filomena e Luísa vão fazer de tudo para se imporem e trazerem de volta a confiança de Castro Verde.

2014 – Luísa Durão Castro é hoje uma mulher de armas. Sente-se sofrida pelo que passou em criança e culpada pela morte do pai. Gere uma das melhores empresas de artesanato do país, ArtiCultura. Vive com o filho Tiago, com o marido, Gustavo, e com a sua mãe, Filomena, que foi contagiada por SIDA há bem pouco tempo. Não esconde o rancor do passado fazendo dela uma mulher fria, amargurada e sem escrúpulos. É dona de uma grande mansão, onde mora. Bate no marido e faz dele o que quer. Não aceita dar-lhe o divórcio, pois acha que o casamento é para toda a vida. Adotou uma criança, uma vez que não consegue ter relações com o marido e também pelo facto de ser estéril. Comanda uma enorme rede de escravatura infantil, no Brasil. Muitas das peças que tem à venda, em Portugal, são feitas pelas crianças escravizadas e importadas para território português. Quando o filho a confronta dizendo que quer mudar de sexo, Luísa entra em choque e jamais permitirá uma situação dessas. Ela sabe que Filomena apoia Tiago, então recorre ao homicídio e mata a sua mãe. No Futuro, Luísa espanca o marido até à morte, pois conhece o seu desejo de um dia, Gustavo, ser dono da empresa ArtiCultura. Gustavo consegue sobreviver e apresenta queixa contra a polícia sobre os crimes que Luísa cometeu, entre eles, violência, corrupção e branqueamento de capitais, e sobre a morte de Filomena por parte desta. Gustavo Castro consegue satisfazer a vontade do filho em mudar de sexo. Ao saber de tudo isto, Luísa não quer saber mais da família. Esta leva todo o dinheiro da empresa consigo e foge para o Brasil onde poderá estar mais perto das crianças escravizadas por ela.

Márcio dos Santos Fragoso
2012 -
No centro da vila vive uma família, também, muito dada ao campo e tradições. Márcio dos Santos Fragoso é filho de Irene Fragoso e Albano Fragoso. Tem uma irmã mais nova, Camila Fragoso. Irene e Albano são despedidos dos seus postos de trabalho para dar lugar aos mais novos. Numa altura difícil, Camila é a única que trabalha e a única que sustenta a sua família. Márcio não vê com bons olhos as dificuldades da sua família e decide emigrar para a Suíça. O filho do casal assina contrato de trabalho por dois anos. Na sua estadia, em território suíço, os pais pouco falam com Márcio e este fica ignorante à situação da família durante dois anos.

2014 - Márcio Fragoso regressa a Portugal e vê que os seus pais conseguiram emprego e que a sua família vive melhor do que nunca. Revoltado, Márcio não desculpa a família e confronta-a com o facto de ele ter emigrado para ajudar aqueles que mais gosta e quando regressa a Castro Verde vê que os pais vivem bem e sem qualquer preocupação. Tendo, os pais, aproveitado o dinheiro de Márcio para subirem na vida. Irene e Albano negam tudo e dizem que todo o dinheiro do filho serviu para pagar todas as dívidas em atraso. No seu maior estado de loucura, Márcio leva o pai até ao jardim e mata-o. Ainda revoltado, Márcio abandona a mãe num descampado, não querendo saber mais dela. A irmã Camila chora a morte do pai e dá a mãe como desaparecida. Não sabe que o irmão matou o pai nem que abandonou a mãe, mas está preocupada com Márcio uma vez que ele lhe parece um pouco depressivo e esgotado mentalmente. Camila interna o irmão num hospício perto da vila. No decorrer da história, Márcio Fragoso viola alguns doentes do manicómio e negoceia com outros para obter droga. Mais à frente, Márcio revolta-se com todos os doentes e faz deles seus reféns ameaçando matá-los se a sua irmã não o tirar daquele sítio. Convicta do que o irmão é capaz, Camila tira o irmão do hospício e leva-o para casa. Numa altura em que se tornou um psicopata aprisiona a irmã dentro do quarto e abusa dela vezes sem conta, violando-a e batendo-lhe. Irene Fragoso foi encontrada na rua, em péssimo estado, por um polícia que a levou para sua casa e tratou dela. Passado algum tempo, Irene agradece ao sargento tudo o que fez por ela. Irene Fragoso decide ir até sua casa, regressando para os braços da família. Quando chega dá de caras com o seu filho. Márcio nem quer acreditar que os seus planos foram por água abaixo, então decide matar-se, não só a si como à sua mãe e à sua irmã. Para isso, coloca uma bomba dentro de casa e ela faz explodir com tudo levando Camila, Irene e Márcio à morte.
lvigario:

Nota: 5/10
Justificação: Tem alguns erros perdoáveis (pequenos lapsos), mas permitem perceber a história. A Luísa parece-me muito ficcionada, é uma vilã demasiadamente vilã. O fato da mãe dela ter sida, pode ser bom para demonstrar aos telespetadores que a doença não afeta só homossexuais ou jovens (indiferentemente da sua orientação). A história do Márcio já me parece mais interessante e tem mais “suminho”. Mas não sei até que ponto é que se conseguiria unir as duas histórias numa só novela, parecem-me demasiados pontos para o telespetador se concentrar. Gostei da forma como estruturaste a sinopse.

Joni Milk:

Nota: 4/10
Justificação: Uma sinopse até nos pode dar uma espreitadela no futuro dos personagens, mas nunca contar a história toda. Além disso acho tudo bastante dramático e exagerado, com homicídios, violações, maus tratos. E há também algumas coisas que não fazem sentido na história do Márcio. Então ele viola, chantageia e faz de reféns as pessoas no hospício e quando volta para casa as pessoas do hospital não avisam a polícia? Deixam um maluco daqueles ir assim, à vida dele? Acho tudo muito exagerado.

Magy:

Nota: 5/10
Justificação: Ai não sei, não sei! Há qualquer coisa na sinopse da Luísa que não me convence. Acho que é muito forçada. A mãe do Márcio demorou assim tanto tempo na casa do homem que a encontrou? Tempo suficiente para ele ser internado, abusar dos doentes, traficar droga, voltar para casa e violar a irmã? Isto foi em 2 dias, ou a senhora estava mesmo mal? Quanto ao Márcio... O que é que o leva a isto tudo? Só o facto de ter ido para a Suíça? Meu Deus, será que todos os emigrantes são psicopatas? Há muita coia mal explicada. No entanto as sinopses estão bem construídas, completas e informativas.

Nossa:

Nota: 8/10
Justificação: Antes de mais parabéns, pois em relação à correta utilização do português, acho que tu és o que apresenta os melhores textos. Gosto do facto de teres aproveitado a sinopse para limar algumas arestas que foram apontadas no desafio anterior. Continuo a chamar à atenção que ninguém é contagiado por SIDA, é sim infetado por VIH, o que poderá dar azo à SIDA. Quanto à história da Luísa, ainda bem que utilizaste o ano de 1970 para explicar as atitudes da personagem. Acho-a bastante interessante e as peças começam a juntar-se: a empresa de artesanado e a rede de escravatura infantil estão interligadas e têm um porquê da sua existência. Tenho pena que ela mate a mãe... gostaria de saber em que contornos isso aconteceria. Já sobre o Márcio, é uma personagem totalmente louca e irracional, mas só por causa da revolta para com os pais? Eu gosto da história, mas está exagerada. Falta algo para complementar e justificar estas ações por parte do Márcio. Levas 8 pontos porque eu gostei bastante da Luísa.

Johnman:
Sinopse:
Quem não convive com Carlos provalvelmente pensaria que ele é alguém de caráter vil, com todos os seus esquemas maníacos para forçadamente recuperar tudo o que perdeu como sinal dessa espécie de personalidade. No entanto, muitos com quem ele se rodeia são de fato bem mais maquiavélicos do que ele.
Como Carolina, por exemplo. A antiga psicóloga de Dália, e ex-namorada de Carlos, vai estar lá para ajudar o perdido homem a suportar todo o Inferno por qual ele passa, e até mesmo reiniciar o romance que eles tiveram nas suas adolescências. Mas isto não passa de um esquema. Carolina pretende apenas vingar-se de um crime que Carlos cometeu sem nunca saber. Na sua sedução, Carolina vai se aproveitar da loucura de Carlos para o seu próprio bem, e ao mesmo tempo pretender impedir qualquer coisa que Carlos pode fazer para recuperar a sua vida, mesmo debaixo do seu nariz. Ao longo da trama, Carlos vai desmascarando a suposta amada, e o estado mental de Carolina se irá revelar cada vez mais doente, pelo que ela vai recorrer a medidas drásticas para conseguir a sua vingança.
Paulo, irmão mais velho de Xavier, namora com Susana, uma mulher 13 anos mais nova, e conseguiu iludi-la ao ponto que ela se convenceu que eles se vão casar. A verdade é que Paulo é um homem nojento por quem inúmeras raparigas, muitas delas vários anos mais novas que Susana, se deixaram atraír. Xavier vai desencobrir o irmão e os seus movimentos explícitos, o que vai iniciar uma guerra pela confiança tanto da influênciável Susana, como da frágil mãe dos dois, Graça.
Patrícia foi bombeira por quase 10 anos. É uma das mais experientes da sua corporação, e uma verdadeira heroína local. Ou era. Renato, o seu marido abusivamente sobreprotetor, sempre odiou que ela tivesse um trabalho tão perigoso. E vai conseguir o que quer: por alguma razão, ela é demitida do cargo. Quase 10 anos de reconhecimento acabarem tão abruptamente é algo que vai atingir Patrícia com tremenda dor - tanto que ela própria, para continuar a viver essas honras, vai se tornar uma criminosa e encobrir esses atos por tentar resolvê-los ou pará-los sozinha. Quantos haverão até ela ter um final trágico?
Lourenço é um verdadeiro megalomaníaco que tudo faz para ter as maiores e mais vistosas regalias que ele possa por a mãos encima, e com isso traz consigo uma personalidade detestável. No entanto, ele carrega um segredo perturbador: é apaixonado pelo próprio filho. Literalmente. Mais tarde na trama, Lourenço vai tentar atraír Marco ao fugir e fingir que desapareceu, forçando-o a ir à sua procura. Uma busca cujo final promete trazer fortes emoções.
Finalmente, Gonçalo tem muitas coisas melhores que o seu irmão gémeo André, mas inveja-o por ter como namorada a rapariga de quem ele próprio gosta, Inês. Ressabiado, pretenderá enganar Inês ao vestir-se, agir e fazer tudo tal e qual como o irmão. Ela vai cair na armadilha, e André nem vai querer aceitar o que virá a seguir.
lvigario:

Nota: 5/10
Justificação: Em primeiro lugar, tens um grande problema com vírgulas, o que tornou tudo extremamente imperceptível. Em alguns aspectos foste pouco claro, também. A história da Patrícia é interessante, se bem que não fiquei grande fã da história por detrás do seu despedimento. Este poderia ter sido despoletado por outro tipo de situação, algo que tivesse que ver com os seus superiores, para que explicasse bem o porquê da sua transformação em "Robin Hood gone wrong" (que me agradou imenso e se isto só acontecesse a meio da novela, melhor seria ainda, por é sempre bom assistirmos a uma ovelha transformar-se em lobo). A história do Lourenço também me parece bem. Não sei até que ponto é que tudo funcionaria na sua plenitude numa novela, porque me parece demasiado enredo, com demasiado sumo. Acho que em Portugal se deve arriscar e abordar temas novos nas suas produções, mas de facto é complicado articular tantos temas polémicos e com um cariz tão "dark" numa só novela.

Joni Milk:

Nota: 4/10
Justificação: Que confusão, principalmente na parte da Patrícia. Ela vai cometer crimes, para depois ela própria os resolver? Mas resolver como? Não percebi nada. Tirando a parte da Carolina, que é a que está melhor explicada e é a mais interessante, tudo o resto parece-me exagerado, confuso, sem sentido ou bastante clichê. E precisas de melhorar essa escrita.

Magy:

Nota: 3/10
Justificação: Continuam os problemas das virgulas. Faltam onde deviam estar e estão onde não fazem falta! Confusão define a tua sinopse. Começas bem até meio da parte da Carolina, mas depois descambas. O português fica imperceptível, as frases são demasiado longas e confusas. Dá para perceber a ideia que queres passar, mas é muito complicado ler o que tu escreves. Quanto à história, acho que a dos gémeos é demasiado cliché: gémeos nas novelas é sempre a mesma coisa... Um bom e um mau. Cansa! Não consegui perceber absolutamente nada da parte da Patrícia, a não ser que foi bombeira 10 anos e que, possivelmente, tem um marido violento. De resto, nada, nicles, rien!

Nossa:

Nota: 6/10
Justificação: Alguns erros ortográficos, mas texto relativamente bem construído. Quanto à sinopse em si, gosto do rumo da Carolina e do facto de se vingar de um outro vilão, o Carlos. Quanto à Patrícia, gostava de saber mais. Que atos criminosos? Fiquei sem saber se será assassina, ladra, traficante, etc. O Lourenço é sem dúvida uma personagem polémica, gostei bastante e fiquei curioso para saber como o tema iria ser tratado. Já sobre o Gonçalo, não me despertou o mínimo interesse. No geral, destaco a Carolina e o Lourenço.

pamsf998:
Sinopse:
Carolina é irmã de Andreia, e é apaixonada por Adriano, com quem tem muita proximidade, este confia nesta a 100% e conta-lhe todos os seus segredos, como sempre fez, após lhe revelar que gosta de uma rapariga chamada Andreia e lhe dizer que vai correr contra o namorado desta por ela, Carolina também descobre que a tal Andreia que este fala é a sua irmã e que esta também começa a gostar de Adriano, tenta a todo custo que este fique com ela até com chantagens, mas não resulta e por vingança Carolina ordena a um amigo que sabote o carro de Adriano, e conta a Andreia que nesse dia Adriano vai correr, de forma a que esta assista à morte do amado. Mais tarde, sabendo que a irmã acabou com Gustavo para, possivelmente, namorar com Fábio, irmão de Adriano, aproxima-se de Gustavo para arruinar o que quer que seja que há entre Fábio e Andreia para se vingar da irmã, pela tentativa desta ficar com o homem que amava. Por sua vez, durante as investigações que Andreia e Fábio fazem, sobre a morte de Adriano, Andreia descobre que foi a irmã que assassinou Adriano. Não conta o que descobriu a Fábio e confronta Carolina com as provas que tem do crime que esta cometeu. Porém, Carolina ameaça Andreia com a vida dos pais. Carolina e Gustavo põem o plano de os separar em prática, mas inesperadamente, Andreia volta para Gustavo, para combater a ideia que tem de começar a gostar de Fábio. Porém, este não desiste de Andreia, e vai brigar com Gustavo, que por sua vez, para fragilizar Andreia e para se poder aproximar ainda mais desta, vai mandar assaltar a mercearia dos pais de Andreia ... Carolina quer ver a irmã sofrer e irá ao extremo, mas quando levantar a mão para bater na mãe, o pai irá expulsá-la de casa, que por consequência vai viver com Gustavo e envolver-se com o pai deste, Francisco, que é dono de uma grande empresa de computadores, que roubou à mulher antes de a assassinar, para poder deixar de ser o miserável que era. Glória, mãe de Francisco, sabe de tudo, que após várias chantagens e ameaças deste, vai acabar por ser assassinada por ele para não o poder denunciar, mas para falhanço de Francisco, Carolina presenceia tudo e chantageia este, que fica calada em troca de dinheiro, pois o sexo facilmente o consegue ter com Gustavo, pois consegue seduzi-lo na perfeição. Além disso, para mais preocupações de Francisco, existe Luís, irmão de Fábio, Adriano e Patrícia, que aproveita o facto de ser o braço-direito de Francisco, para no meio dos papéis que diariamente Francisco assina sem ler, estar um papel na qual Francisco passa a maioria das ações para Luís e fica com uma minoria, para o facto de Luís o poder espicaçar mais, que foi o que Francisco fez ao longo destes anos, que apesar de Luís não ser acionista, é o seu braço-direito e trata-o como um carrasco, atirando a culpa dos negócios que correm mal para cima dele. Já Luís nem com a família se dá, pois odeia-a por serem pobres e rascas.
lvigario:

Nota: 3/10
Justificação: Parágrafos demasiadamente extensos (ai ai). Muito confuso e parece-me tudo “over the top”, ou seja, as reações face aos acontecimentos, por parte dos teus personagens, parece-me excessivos, demasiado forçado e por consequência, pouco credíveis.

Joni Milk:

Nota: 2/10
Justificação: Vejo aí muito pouco do que aquilo que já se sabia anteriormente. E as frases super longas e confusas não ajudam. O pior até agora.

Magy:

Nota: 4/10
Justificação: A primeira frase tem 123 palavras. A última com 173. Ao menos bateste o record! Parabéns! Tens de ver isso, a sério! É mau e é confuso. Já para não falar que a escrita continua péssima. Do pouco que consegui perceber, não vejo nada de novo, nem nada que me cative na história

Nossa:

Nota: 3/10
Justificação: Esta sinopse está tão confusa e difícil de compreender. E, como sabes, não morro de amores pela tua novela... e com erros de português, torna-se ainda mais difícil. E mais uma coisa: lê a sinopse e conta quantas vezes escreveste 'desta', 'deste', 'este' e 'esta'. Enfim, quanto à sinopse, achei muito confusa, com muitos esquemas e pouco clara.

Samuel:
Sinopse:
Artur é o mais velho dos filhos de Armando Galvão. Foi durante a sua adolescência que começou a mostrar sinais de uma personalidade desviada do padrão social, desenvolvendo um materialismo anormal. Casado com Débora, com quem tem uma relação algo fria, Artur cedo encontrou maneira de obter uma maior parte da fortuna da família: aos vinte e três anos, alguns meses depois do nascimento da sua terceira irmã, o maquiavélico dos Galvão empurrou esta última enquanto esta brincava na parte traseira da mansão. Apesar do irmão a querer matar, Isabel bateu violentamente com a cabeça no chão, mas manteve-se viva... até hoje. Artur tem de lidar com a irmã, que tem paralisia cerebral, como se nada tivesse feito para que a tragédia tivesse acontecido. Contudo, sempre receoso que a verdade venha ao de cima.
Apesar de o seu plano não ter funcionado, Artur não desistiu de perseguir o seu objetivo, eliminar quem o impedisse de ter um dia acesso ao que julga merecer. No nascimento de mais uma irmã, Anabela, o Galvão decidiu contudo não cometer o mesmo ato que cometera nove anos atrás, muito pela ausência de alguém que o ajudasse a concretizá-lo. No entanto, à medida que Anabela foi crescendo, Artur foi construindo a cumplicidade dos dois para, caso necessitasse um dia, usasse a irmã. E aconteceu! Quando Anabela tinha dezanove anos, Cristina, a esposa agora falecida de Armando, anunciou mais uma gravidez: a família esperava, já tardio, é certo, o último dos descendentes dos Galvão. Diogo estava a caminho, mas a sorte não iria estar do seu lado, visto que Artur convenceu Anabela, também ela instruída com os mesmos princípios que o irmão, a matar o irmão recém-nascido. Ainda jovem, Anabela deixou-se levar pelo irmão mais velho e acabou com a vida do também seu irmão Diogo. O plano, infelizmente para os dois, acabou relativamente mal, porque Anabela foi vista na maternidade por um médico que mais tarde contou a verdade a Armando, o patriarca da família. Os irmãos irão fazer de tudo para não serem descobertos, mas nem isso chega para travar um desejo de vingança.
Magda tem 32 anos e é filha de Artur. Mãe adotiva de Tiago, descobre mais para o final o macabro segredo que escondem o pai e a tia. Armando, ao perceber que a neta o descobriu, tenta chegar a ela e descobre aí que foi Artur quem pediu para matar Diogo e quem levou Isabel à paralisia cerebral. Enquanto o avô atua sorrateiramente, Magda é completamente extremista e pretende ir muito longe para fazer justiça. O que é certo é que a dupla (neta e avô) estará junta por uma causa. Magda é uma vilã do lado do Bem.

Quando tudo parecia melhor, eis que o álcool volta para assombrar os Cardoso. Hélder sempre foi alcoólico, mas houve períodos em que se libertou um pouco do vício e permitiu uma melhor vida para a sua mulher e dois filhos. No entanto, num momento de maior exagero, Hélder bate em Sónia, esposa. André, filho de dezoito anos há muito desgastado com todos os conflitos familiares, sai de casa e põe fim à vida deitando-se sobre a linha de comboio. Hélder entra numa roda-viva de terror, aterrorizando todos à sua volta, muito por se sentir culpado pela morte do filho, mas nunca o admitir.
lvigario:

Nota: 6/10
Justificação: Muito bem escrito e bem elaborado. A Magda não é bem uma vilã, é mais uma heroína. A história de Anabela e Armando e a sua relação é interessante, mas não estou muito seguro quanto à sua credibilidade. O Hélder parece-me um pouco déja-vu. Contudo seria fácil articular todos estes vilões numa mesma novela.

Joni Milk:

Nota: 9/10
Justificação: Não vejo em Magda uma vilã. A visão de como fazer o bem pode ser extremista, mas ela não é uma vilã. Quanto ao resto, parabéns. Bom português, tudo bem explicado e com fundamento! Só acho um pouco exagerado alguém ser capaz de matar os próprios irmãos por dinheiro, mas nunca se sabe, o desejo por dinheiro é algo realmente poderoso. Já vimos muitos alcóolicos a espancar mulheres na tv, mas o twist do suicídio do filho torna a situação ainda mais dramática e potencialmente interessante.

Magy:

Nota: 9/10
Justificação: Parabéns, é uma sinopse bem construída, completa e que explica tudo o que tem de explicar. O português está correcto, bem escrito e eficaz. Quanto à informação, temos o que precisamos para conhecer a história. Não acho que devas considerar a Magda como vilã. Ainda que faça coisas menos agradáveis, se está do lado do bem, não é vilã.

Nossa:

Nota: 7/10
Justificação: Samuel, muitos parabéns pelo teu português. Quanto à história dos vilões, sinceramente, achei que faltou alguma pimenta. O que mais gostei foi a relação entre o Artur e a Anabela, e do facto desta última ter morto o Diogo. Mas também gostei da Magda e do Hélder.

Tabela das pontuações:



Volto de seguida com as pontuações dos perfis dos vilões. Até já.

Ver perfil do usuário

64 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:05 pm

Samuel

avatar
Nível 2
Compreendo a vossa opinião em relação à Magda. Hesitei em metê-la na lista até ao último momento, mas uma heroína tão extremista como ela pode passar os limites do heroísmo, não sei. É algo a considerar. Obrigado pelas opiniões! Smile


_________________

https://www.facebook.com/susanafelixfas/?fref=ts
Ver perfil do usuário

65 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:14 pm

Fabien

avatar
Nível 2
Obrigado por todas as opiniões. Smile

Ver perfil do usuário

66 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:15 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Estou de volta!

A seguir, temos as pontuações dos perfis dos vilões:


climatico:
Personagens:
- Margarida Marques: Irmã de Carlos. Tem 29 anos e é uma jovem pragmática, bastante rígida, tal como manda a sua educação. O seu maior desejo é casar-se, ter uma família e poder continuar o trabalho do seu pai. Tirou o curso de Turismo com pós-graduação em Enoturismo. Mas a sua festa de despedida de solteira irá alterar as suas ideias e ver o seu casamento não se realizar irá leva-la à loucura.

- Tomás Alves: Tem 31 anos, é noivo de Margarida e também tem o curso de Turismo. Nunca apresentou a sua família à sua noiva e evita falar do seu passado. Vê no seu casamento uma oportunidade para vencer na vida. Ao saber que Carlos está apaixonado por ele vê que pode ter muito à ganhar com essa paixão.

- Patrícia Vaz Pinto: Filha de António, é o contrário do pai. Ambiciosa e prática, não olha a meios para atingir os fins. Amiga de Laura, desde cedo, aproveita o facto da amiga ir para Lisboa e foge de casa, também. Em Lisboa leva uma vida dupla, cheia de intrigas.

- Constança Maria Afonso Monteiro: Irmã de Cecília e apaixonada por António Pinto, é viúva e uma mulher muito devota, a típica beata que passa todo o seu tempo na igreja. Teve dois filhos: Urbano, que casou com Albertina, e Porfírio, que mantém uma relação estável com Esperança, mas nunca se casou para desespero da mãe.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 6/10
Justificação: Embora não tenhas sido extremamente extensivo, conseguistes passar muito bem as tuas ideias acercas das personagens. Cuidado é com o Porfírio que é filho da Constança e não da Lurdes, eu por acaso percebi que era filho da Constança e tinha sido lapso, mas não sei se não te penalizará na análise dos jurados “residentes”.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: São bons resumos que complementam muito bem o que disseste na sinopse. Não sinto as descrições como uma repetição do que já li antes. Gosto de todos os personagens e vejo que todos têm potencial, mesmo na Constança, que com um bom texto e uma boa actriz poderia resultar muito bem.

Magy:

Nota: 6/10
Justificação: Começo por um erro: na sinopse dizes que o Porfírio é filho da Lurdes, mas afinal é da Constança. Tens de ter cuidado com estas trocas! Acho que podias ter acrescentado mais detalhes a cada personagem. Fico a conhecê-las melhor na sinopse que nas próprias descrições. Mesmo que repetisses informação, um perfil é um perfil e tem de ser o mais completo possível.

Nossa:

Nota: 6/10
Justificação: Descrição bastante sucinta das personagens. Se por um lado pecaste por excesso de informação na sinopse, aqui pecaste por pouca informação. Mas nada de muito grave. A sinopse acaba por complementar a descrição das personagens. Gostei bastante do Tomás

Fabien:
Personagens:
Luísa Durão Castro (40 anos): Matriarca da família Durão Castro. Muita dada às tradições e suas origens. Não aceita que passem por cima dela ou a façam passar por ignorante. Adora o sentido de autoridade e severidade. Veste-se como uma senhora exemplar e num estilo mais clássico. Não gosta de modernismos nem da forma de pensar do século XXI, fazendo dela uma mulher conservadora. Gere uma grande empresa de artesanato. Enquanto ela for viva não a vai deixar entrar em falência. É pouco ligada à sua mãe e ao filho que adotou. Bate no marido e só ela pode mandar nele. Sofreu de abusos sexuais em pequena, por parte do pai, e sente-se frustrada por ser estéril. É severa, rígida, amargurada, rancorosa, fria e sem escrúpulos. Gosta de proteger a família. Ninguém pode desrespeitar os seus ideais. Ação, Reação é o seu lema. Comanda uma rede de escravatura infantil, no Brasil e é capaz de tudo para conseguir o que quer, ou seja, não olha a meios para atingir os seus fins. Para além de tudo isto, é muito inteligente e sabe fazer as coisas com pés e cabeça e muito bem pensadas.

Márcio dos Santos Fragoso (36 anos): É um homem preocupado com a família e com os seus valores. Quando regressa da Suíça para Castro Verde, após dois anos de trabalho, vê que a família vive bem e pensa que esta usou o seu dinheiro para subir na vida. Ora, isto faz dele uma pessoa que não sabe ouvir os outros e pensa que todos estão contra ele. Torna-se um psicopata e um doente mental. É capaz de tudo para destruir a vida dos outros, até da sua família. Mata o pai, abandona a mãe e quer vingar-se da irmã. É um homem honesto, verdadeiro, arrogante, simples e vingativo. Age por impulso e não sabe medir as tremendas consequências que os seus crimes podem fazer. Pensa que só ele está bem e que todos à sua volta são maus e delinquentes para com a sua pessoa. Muitas palavras podem descrever este homem, que não sabe o que é vida, mas três são as mais acertadas… Uma Alma Perdida.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 5/10
Justificação: Os perfis estão bons e permitiriam unir pontos que tinham ficado menos esclarecidos, quando li a sinopse. Em suma, Márcio yeah, Luísa neey

Joni Milk:

Nota: 6/10
Justificação: A Luísa, depois de ser violada e maltratada em criança, cria uma rede de abuso de menores? Compreendo que o seu extremo conservadorismo a leve a cometer algumas loucuras, mas novamente sinto tudo bastante exagerado aqui. Assim como no Márcio muito não faz sentido. Ele vira um psicopata assim que atera em Portugal, é isso? Tu sabes como construir o texto, mas a história está cheia de buracos.

Magy:

Nota: 6/10
Justificação: Parabéns pelos perfis completos. Estão sem dúvida bem construídos e com a informação necessária para ficarmos a conhecer as personagens. No entanto, pergunto-me como é que o Márcio é um homem honesto, depois de tudo? Continuo a achar que há qualquer coisa oca na Luísa, qualquer coisa que não bate certo, que não me convence!

Nossa:

Nota: 8/10
Justificação: Sinceramente, imaginava a Luísa mais nova. Vejo-a mais como uma trintona, não uma quarentona. Sobre o Márcio, sinceramente fiquei confuso... como é que ele pode ser honesto e ter feito tanto mal a quem o rodeava? Contudo, boa descrição das duas personagens.

Johnman:
Personagens:
- Carolina Marquês Guerra (41 anos): A ex-psicóloga da falecida Dália, e amiga chegada de Carlos. Carolina é atraente por fora, e qualquer homem da sua idade deseja alguém como ela, pois para além da beleza física, Carolina é também muito inteligente. Carlos conhece-a de perto, sendo ela para além de amiga chegada, uma ex da sua adolescência. Mas o que ele se lembra não é toda a realidade. Carolina é uma mulher ferida por dentro, cuja mágoa teve a sua nascente numa noite festiva, quando um bêbedo Carlos, na altura namorado de Carolina, abusou sexualmente desta, apesar de não ter controlo das suas ações. Carolina, marcada e magoada, decidiu, em vez de confrontar Carlos com o sucedido, remeter-se ao silêncio. Nunca contou a Carlos que ele a violou. Nunca contou a ninguém que Carlos a violou. Simplesmente ficou calada por mais de 20 anos. Viu a sua salvação temporária nos estudos, e seguiu um curso de psicologia, tentando esquecer o que aconteceu para sempre. Anos depois, já ela uma experiente psicóloga, recebeu Dália como sua paciente. E do momento em que soube que Dália era mulher de Carlos, Carolina aproveitou e jurou vingança a si própria. Começou por, em vez de ajudar Dália, iludi-la e enganá-la com ideias que Carlos era um sacana e que ela devia encontrar ajuda “divina” (subtilmente dizendo-lhe para se matar). Quando isso mesmo aconteceu, decidiu aproximar-se de Carlos como alguém em que ele poderia encontrar alívio, e eventualmente seduzí-lo e tê-lo nas suas mãos. Após tal, Carolina irá manipular Carlos para o seu próprio bem, e ao mesmo tempo, tentar destruí-lo ao impedir que ele concretizasse ações que o ajudassem a reconstruír a sua vida. Mais tarde, com a ajuda de Filipa que se revelará uma paixão real para si, Carlos irá começar a desmascarar Carolina, e ao largo disso, esta verá o seu próprio estado mental a deteriorar cada vez mais.

- Paulo Rodrigues (36 anos): Um homem de aparência simples e jeitosa, mas também ambiciosa e curiosa. Infelizmente, comparado à sua atração física, Paulo desaponta bastante no que diz respeito ao interior. Paulo é um puro sóciopata, um homem sem escrúpulos, cujos interesses são enojantes. Isto devido à sua prática de pedofilia. Ele encontra diversão e prazer em enganar e abusar de raparigas muito mais novas, algumas delas crianças. E grande é o número das pobres almas que foram alvos das suas agressões. Susana, apesar de ser uma exceção devido a ter um namoro prolongado com Paulo, não passa de outra na lista. Aliás, Paulo simplesmente namora com ela única e exclusivamente para não dar a crer que seja pedófilo. O seu irmão mais novo, Xavier, não imagina o que se passa. Nem Susana. E muito menos Graça, a física e emocionalmente fraca mãe de Paulo e Xavier. Quando este último, graças às atividades espiatórias que Carlos lhe empregou, acaba por se cruzar com Paulo em ações pedófilas, vai tentar meter todos à sua volta atualizados sobre quem é o seu irmão a sério. Susana e Graça não vão aceitar, e Xavier vai entrar num conflito pela confiança das duas com Paulo, pelo que este não vai seguir jogo limpo de todo, especialmente depois de ser detido pela polícia pela primeira vez, o que o vai inspirar a planear vingar-se do irmão sem remorsos.

- Patrícia Cardoso (37 anos): Uma mulher supostamente de honra, princípios e coragem. Patrícia era empregada como bombeira por quase 10 anos, e conseguiu, em prol de esforço e trabalho árduo, reconhecimento como uma heroína. No entanto, não teve o melhor dedo para escolher marido. Casou-se com Renato, um homem que é demasiado protetor dos seus bens, e que teme por Patrícia seja por qualquer coisita que ela se possa meter. Secretamente, Renato vai conseguir convencer a corporação que os serviços de Patrícia já não eram necessários, e esta vai ser despedida. Isto atinge-lhe como um murro no estômago, seja pela natureza abrupta ou simplesmente pelo fato de ter todas as suas honras acabarem. Tanto que ela é capaz de ignorar completamente a certidão de continuar a ser reconhecida como a guerreira que fora por quase 10 anos, pois sabe se lá porquê, ela acha que isso só se aplica caso o emprego dela se mantenha. A ganância de ter as atenções no seu lado irá torná-la numa criminosa ela própria. Desde pagar a pessoas para que estas se fingam em perigo, ou atear fogos nas florestas (algo bastante irónico), até mesmo matar. Tudo isto pois Patrícia fará de tudo para ter boas falas do povo depois de um suposto crime que ela causou… e que também “resolveu” ela própria. E por algum tempo, vai conseguindo isso. Mas não vai tardar até que um final trágico a apanhe de vez, tanto na sua vida criminosa, como também com um marido superprotetor que é capaz de se matar caso a perca…

- Lourenço Lopes (72 anos): Magnata, marido de Margarida, pai de Laura (artista no circo), Marco e Inês, e também primo de Carlos e da sua irmã Alice (uma irmã algo distante, e parte dos familiares que se virou contra Carlos e o acusou da morte de Dália, dos quais Lourenço também faz parte). Lourenço é um megalomaniáco do mais puro que pode haver, sendo ele obcecado por grandes, vaidosas e luxuosas regalias e não tem um pingo de interesse por quanto ele tem de pagar para as conseguir. Lourenço tem o caráter de um bully, sendo ele arrogante, agressivo, abusador e convencido. Pouco se importa com a sua família (excepto um), só quer mesmo os grandes luxos. Mas carrega um terrível segredo. Casou-se com Margarida, ela descendente de uma família rica, só mesmo por duas razões: por dinheiro, e para esconder a sua homossexualidade. E por quem é que ele está verdadeiramente apaixonado? Por Marco, alguém do seu sangue. Ao longo dos anos, usou o filho como um “boneco de prática”, de tal forma que até se apaixonou por ele. Agora, ele sente que Marco é crescido e que, caso compreenda, juntos poderiam ser felizes. Mas Marco vai iniciar um romance algo perverso com Alice, o que o deixa furibundo. Com isso, irá tentar atraí-lo ao fugir de casa, encenando o seu desaparecimento, e forçá-lo a procurar o pai. O final desta procura revelar-se-á emocionalmente catastrófico para todos os que os rodeiam.

- Gonçalo Soares (23 anos): Gonçalo, em termos de aparência, não difere muito do seu irmão gémeo André. Ambos inteligentes, bem-parecidos, de personalidades alegres e populares com os seus amigos, dos quais incluem Xavier. Mas diferem em termos de roupa (André é um pouco mais antiquado), e também no que toca ao amor: enquanto Gonçalo é um engatatão que se contenta com qualquer miúda que lhe apareça à frente, André tem uma relação estável com Inês. Gonçalo ao princípio é indiferente à relação, mas eventualmente, cria uma paixão para com a filha de Lourenço, e sente que a quer e a vai ter de qualquer forma. Prepara-lhe uma armadilha em que ela cai que nem um patinho, ao vestir-se tal e qual como o irmão, perfumar-se tal e qual como o irmão e agir e falar tal e qual como o irmão. Sem nunca reparar que estava com o gémeo errado, Inês é atraída a Gonçalo. Esta, que tinha já prometido matar a virgindade de André pouco antes do que iria acontecer, tem relações com Gonçalo. Basta um telefonema de André à namorada nessa mesma altura para iniciar a sistemática barafunda em que as vidas destes jovens se meteram. Gonçalo sente-se culpado, pois foi graças a ele que André se passou de vez e que Inês entrou em depressão, mas sente que ainda pode aproveitar e ter a rapariga ao seu lado, caso lhe tenha calhado a “sorte” de a engravidar. Mas em vez de gravidez, Gonçalo descobre que graças a relações desprotegidas que ele teve no passado, ele tinha, sem se aperceber, contraído SIDA, deixando-o a ele na beira de um ataque de pânico permanente… o que mais uma vez, vai usar de forma a tentar atraír Inês para o seu lado.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 7/10
Justificação: Foste demasiado extensivo, o que foi bom para que eu pudesse compreender todas as personagens e o seu “background”. A personagem Patrícia é a sem quaisquer dúvidas a minha predileta, como acho que é percetível pela minha opinião quanto à sinopse. Acho que é algo “out of the box” e um tanto ou quanto fantasioso, mas ao mesmo tempo é credível no mundo real (se é que me faço entender). A personagem de Lourenço é se calhar demasiadamente controversa para uma novela em horário nobre, contudo a ideia é interessante e isto com certeza será uma realidade em muitas casas portuguesas, infelizmente. O Gonçalo já é mais “meh”, em comparação com todas as outras.

Joni Milk:

Nota: 7/10
Justificação: Boas descrições... Gosto bastante do percurso da Carolina e do Paulo, mas o Lourenço, o Gonçalo e a Patrícia não me convencem. O Gonçalo é muito previsível e os outros não estão bem explicados, a sua loucura não está bem explorada.

Magy:

Nota: 6/10
Justificação: Novamente muito confuso! Tive, literalmente, de ler tudo com muito cuidado e fazer um puzzle mental com a informação que ia lendo, porque é difícil perceber e raciocinar com a tua escrita. Muito difícil! Quanto às personagens, gosto do mote que leva à vingança da Carolina. É cliché? É. Mas se for bem tratado, porque não? Gosto do facto de ser a Carolina a levar a Dália ao suicídio. O Paulo aborda um tema bastante pesado, que teria de ser muito bem tratado numa novela. No que respeita à Patrícia, acho interessante que ela cometa esses crimes para voltar a ser reconhecida na corporação. Seria interessante ver o desenrolar da personagem. Já disse que acho a história dos gémeos muito cliché, o bom e o mau, o mau que se faz passar pelo bom... Enfim! Quanto ao Lourenço... Fiquei um pouco confusa. Acho que seria interessante ver toda a temática, se estivéssemos a falar de um homem mais novo, por volta dos 50 anos. Não sei, noto alguma falha nesta história, algo não bate bem. Talvez por não perceber metade do que escreveste!

Nossa:

Nota: 6/10
Justificação: Se a sinopse até estava relativamente bem construída a nível frásico, as descrições das personagens nem por isso. Repetições de frases, palavras que nada têm a ver com o significado que queres dar à frase... entre outros erros. A Carolina continua a ser a personagem que mais interesse me despertou. Aqui, na descrição das personagens, o Paulo despertou-me também mais interesse por ser pedófilo. Gostava de ver isto retratado em televisão sem muitos panos quentes, sinceramente. Além disso, a personagem parece dar azo a cenas conflituosas que adorava ver! Na caraterização da personagem, fica-se a saber mais sobre a Patrícia do que na sinopse. Mesmo assim, a caraterização está algo confusa, mas a personagem até é interessante. O Lourenço é sem dúvida uma personagem bastante tematicamente pesada e polémica, com uma storyline bastante interessante, mas questiono-me que efeito teria a personagem nas audiências. Como disse na crítica à sinopse sobre o Gonçalo, continuo a achá-lo bastante desinteressante e cliché.

pamsf998:
Personagens:
- Gustavo Garrido de Mendonça (28 anos): É um rapaz completamente apaixonado por Andreia. Vai-se aliar a Carolina para tentar que Andreia volte para ele, porém quando ela voltar, ele vai-se tornar violento, facto que ela não irá permitir, também se vai envolver com Carolina. Quando descobrir que o pai assassinou a sua mãe, nada vai alterar porque ela morreu quando ele era ainda muito pequeno, mas mais tarde, após saber que o pai também matou a avó será a gota de água e fará de tudo para que o pai seja preso.

- Carolina Amorim (27 anos): É bonita, sedutora, fria, calculista, invejosa, vingativa. Tem más intenções em relação a quase tudo, ofende diariamente os pais, é ingrata, maldosa. Sempre que pode chantagear alguém, fá-lo, para com isso poder caprichar. Ordenou que sabotassem o carro de Adriano, pois Adriano rejeitou-a para poder ficar com a irmã, mas assim não fica com ninguém. Aliar-se-á a Gustavo para destruir a relação de Fábio e Andreia e também se envolverá com este.

- Francisco Garrido de Mendonça (47 anos): É pai de Gustavo e filho de Glória, é um homem misterioso, implacável, poderoso e dono de uma grande empresa de computadores. Na empresa, Luís é o seu braço-direito, confia totalmente nele, mas mais tarde irá ser traído. A esposa morreu, por um motivo, embora ele revele que tenha sido por outro, pois assassinou-a. Não presta muita atenção ao filho, nomeadamente ao namoro deste. Vai, acidentalmente, atropelar Matilde (mãe de Andreia) e em troca de dar-lhe algum dinheiro para saldar as suas dívidas, esta terá de o satisfazer sexualmente. Vai assassinar a mãe para a calar.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 4/10
Justificação: Se comparar com o que os teus outros colegas fizeram, as tuas personagens são muito “já vistos”. Pessoalmente, não veria esta novela e nem sei muito bem a que público é que a novela poderia agradar na sua plenitude. Contudo, consegui perceber melhor que na sinopse e espero que no próximo desafio consigas melhorar e ter uma fantástica nota por parte dos jurados residentes.

Joni Milk:

Nota: 4/10
Justificação: Nada de novo pouco surpreendente. Meh.

Magy:

Nota: 4/10
Justificação: Bom, pelo menos dá para perceber melhor que a sinopse. Não posso dar boa nota a personagens que não me cativam, que são mais do mesmo. São todos cliché, todos movidos a dinheiro, sexo e inveja.

Nossa:

Nota: 4/10
Justificação: Quanto à descrição das personagens, nenhuma me despertou interesse. Achei-as muito cliché, com pouca criatividade. Mesmo assim, no meio disto, destaco a Carolina.

Samuel:
Personagens:
- Artur Galvão: É o filho mais velho dos Galvão (56 anos) e sempre teve uma boa relação com o pai. Ansioso e contido por natureza, raras foram as vezes em que partilhou os seus sentimentos com a família, nomeadamente com a mulher, Débora. Tem duas filhas, Magda e Luísa. A sua personalidade fá-lo distanciar-se dos irmãos, com quem fala raramente, havendo quase sempre um ambiente de tensão. No que toca às suas ambições, apenas o dinheiro interessa. Apesar do elevado salário de advogado, Artur não resiste em esconder o seu materialismo. Quando soube da suposta morte do pai, sente-se abalado, mas sorridente. Finalmente vai ter acesso ao que pretendia. É ele o maior vilão. É ele quem tem a ousadia de tentar matar os próprios irmãos.

- Anabela Galvão: É filha de Armando Galvão e tem 41 anos. Matou Diogo, irmão recém-nascido, quando tinha apenas 19. Sempre foi influenciada pela obsessão de Artur pelo dinheiro. Apesar da sua forte personalidade, Artur, com o seu dom de persuasão, moldou-a de forma bastante inteligente. Anabela diz o que pensa e não sente quem a ouve. Sendo egoísta por natureza, nunca conseguiu ter um relacionamento estável. Foi casada com Otávio, alguns anos mais novo, mas rapidamente percebeu que não queria uma vida amorosa que a ligasse a alguém de forma tão emocional.

- Magda: É filha de Artur e tem 32 anos. Magda tem um passado obscuro. Depois de uma violação aos 16 anos, nunca mais conseguiu ter relações sexuais com alguém e muito menos construir uma relação mais séria. Ainda assim, quis adotar Tiago, seu filho adotivo. A tarefa não seria fácil, até porque a filha de Artur é muito fechada e raramente ri. Tiago é levado nessa teia de mal-estar da mãe. Magda vai descobrir toda a verdade sobre a tentativa de homicídio de Artur e da morte de Diogo. Depois disso, não hesita em juntar-se ao seu avô para fazer justiça.

- Hélder Cardoso: Hélder é um vilão mais suave do que os restantes. O seu maior problema é definitivamente o álcool, que muda por completo a sua personalidade. Bêbedo, Hélder para de calmo e submisso a chantagista e praticante de violência psicológica. É esta violência psicológica que vai levar André, um dos seus dois filhos com Sónia, ao suicídio. André mata-se em frente à família e Hélder nunca se conformará com a situação. A situação da família piorará a partir desse drástico momento.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 5/10
Justificação: Bem construídas, mas continuo com as mesma dúvidas, principalmente quanto à Magda e a Hélder que não me parecem vilões

Joni Milk:

Nota: 9/10
Justificação: Novamente tudo muito bem explicado e complementa muito bem a sinopse. Parabéns!

Magy:

Nota: 7/10
Justificação: Tal como as sinopses, também temos uns perfis bastante completos, se bem que gostava de ver mais alguma informação específica. Gosto da ligação obscura entre o Artur e a Anabela. Não é comum vermos este tipo de ligação entre irmãos nas novelas. Normalmente é um bom contra um mau. Volto a dizer que, perante este perfil, a Magda não é, de todo, vilã. Quanto ao Hélder, também tenho algumas dúvidas se poderá ser considerado vilão, uma vez que só tem comportamentos violentos quando bebe. A não ser que beba frequentemente e que esses comportamento seja bastante incontroláveis e violentos. Fiquei com essa dúvida.

Nossa:

Nota: 9/10
Justificação: Personagens muito interessantes no geral. Bem construídas e coerentes. Não tenho nada a apontar.

Tabela das pontuações:



Volto de seguida com as pontuações finais da semana!

Ver perfil do usuário

67 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:17 pm

Joni Milk

avatar
Nível 2
Mas então torna-se uma anti-heroína, não uma vilã. Wink


_________________



Ver perfil do usuário http://aneverlastingpieceofart.tumblr.com

68 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:31 pm

Magy

avatar
Nível 2
Alguma dúvida sobre os meus comentários?


_________________
Ver perfil do usuário

69 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:32 pm

Samuel

avatar
Nível 2
Joni Milk escreveu:Mas então torna-se uma anti-heroína, não uma vilã. Wink

Nem sabia da existência disso. Razz


_________________

https://www.facebook.com/susanafelixfas/?fref=ts
Ver perfil do usuário

70 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:33 pm

Fabien

avatar
Nível 2
Não Magy. Obrigado e entendi tudo em relação ao meu trabalho.

Ver perfil do usuário

71 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:34 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Samuel escreveu:
Joni Milk escreveu:Mas então torna-se uma anti-heroína, não uma vilã. Wink

Nem sabia da existência disso. Razz

A Luíza Albuquerque é uma anti-heroína. Razz

Ver perfil do usuário

72 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:39 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Estou de volta!

Vamos conhecer as pontuações finais desta semana!

Mas primeiro, fiquem a conhecer os resultados da votação do público:


(clica para veres melhor)

As pontuações desta semana:



A classificação desta semana:



Parabéns Samuel!

Volto amanhã com o tema e o desafio da 3ª semana!

Até lá, recarreguem as tintas e preparem os blocos!

Ver perfil do usuário

73 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:43 pm

Magy

avatar
Nível 2
Parabéns Samu!


_________________
Ver perfil do usuário

74 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:50 pm

Johnman


Nível 2
Epá, sinceramente já nem sei que mais pontapés é que posso dar à gramática. Ia jurar que desta vez estava um pouco melhor, mas afinal não melhorou muito pelos vistos. Para ser sincero, semprei achei as vírgulas algo confusas em uso, e a sinopse sinto que não me tinha corrido bem por causa da restrição de ser apenas uma página do Word no máximo.

Mas enfim, desculpas não chegam para mudar. Obrigado pelas críticas e vou prestar o máximo de atenção para evitar que a minha escrita continue a ser confusa Smile

E já agora, eu sempre soube que certas personagens minhas (como o Gonçalo) eram clichés, mas no fundo, não creio que a existência de gémeos numa novela fosse necessária caso eles nunca tivessem alguma espécie de rivalidade. E, apesar de ninguém daqui gostar dele, eu acho que até conseguiria fazer do Gonçalo uma personagem interessante, dado o tema dele ter SIDA e whatnot.

Ver perfil do usuário

75 Re: Produção Exclusiva [2ª Semana] em Sab Set 20, 2014 6:57 pm

Magy

avatar
Nível 2
Eu não sei se vocês andam em conferência, mas os vossos temas são todos bastante parecidos. A maioria das histórias tem envolve temas sexuais: violações, prostituição, pedofilia... Mudança de sexo e homossexualidade, que não são sexuais.
E há nomes várias vezes repetidos. Tantos Artur, tantas Luísa, tantos Carlos...

Tem a sua piada!


_________________
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado



Publicidade



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum