Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Produção Exclusiva [3ª Semana]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 5]

76 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:30 pm

climatico

avatar
Nível 2
Já estive a ler as histórias aqui do pessoal...

Climatico: Espero que vocês tenham percepção das particularidades das personagens. É difícil descrever, escrever sobre elas e dar a entender o que elas podem dar à novela. De qualquer das formas, tentei criar alguma ligação com a história. Vamos ver o que vocês acham.

Fabien: Gostei muito do núcleo, mas acho que faz falta ligação a alguma coisa da novela. Claro que isto é aos "pedaços" e por isso não é possível tudo. A Teresa parece um pouco maquiavélica (pode ser uma vilã cómica) e a Marlene parece muito fixe.

Johnman: Acho que isto quase parece uma série à parte da novela. Gostei de ler a sinopse, mas acho que cairá de para-quedas no meio da novela. O dono do circo daria uma personagem interessantíssima.

PAMSF998: Parece que fizeste isto em cima do joelho, e tenho pena, porque a tua novela, a tal cheia de clichés podia-se desenvolver muito e aqui pareceu-me tão fraquinho em relação ao que já fizeste.

Samuel: As três gajas acho que iriam dar histórias hilariantes, estou a imaginar o que podia sair dali. Em relação a velhota lembrei-me logo da Betty Faria a dançar em Boogie Oogie Smile

Boa Sorte para todos!


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

77 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:35 pm

pamsf998

avatar
Nível 2
climatico escreveu:Já estive a ler as histórias aqui do pessoal...

Climatico: Espero que vocês tenham percepção das particularidades das personagens. É difícil descrever, escrever sobre elas e dar a entender o que elas podem dar à novela. De qualquer das formas, tentei criar alguma ligação com a história. Vamos ver o que vocês acham.

Fabien: Gostei muito do núcleo, mas acho que faz falta ligação a alguma coisa da novela. Claro que isto é aos "pedaços" e por isso não é possível tudo. A Teresa parece um pouco maquiavélica (pode ser uma vilã cómica) e a Marlene parece muito fixe.

Johnman: Acho que isto quase parece uma série à parte da novela. Gostei de ler a sinopse, mas acho que cairá de para-quedas no meio da novela. O dono do circo daria uma personagem interessantíssima.

PAMSF998: Parece que fizeste isto em cima do joelho, e tenho pena, porque a tua novela, a tal cheia de clichés podia-se desenvolver muito e aqui pareceu-me tão fraquinho em relação ao que já fizeste.

Samuel: As três gajas acho que iriam dar histórias hilariantes, estou a imaginar o que podia sair dali. Em relação a velhota lembrei-me logo da Betty Faria a dançar em Boogie Oogie Smile

Boa Sorte para todos!
Pois, apesar do desafio ter sido lançado no domingo e o limite ter sido na quinta-feira... eu tenho estado cansado por causa da escola tpc's, trabalhos ... e foi o melhor que consegui fazer assim à última da hora...

Ver perfil do usuário

78 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:40 pm

Magy

avatar
Nível 2
Eu estou tão tentada a organizar umas aulas de Português! A sério... Jesus!


_________________
Ver perfil do usuário

79 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:42 pm

climatico

avatar
Nível 2
Magy escreveu:Eu estou tão tentada a organizar umas aulas de Português! A sério... Jesus!

Embarassed Tento fazer o melhor... Mas podes organizar um concurso de português, se calhar ajuda-me!


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

80 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:46 pm

pamsf998

avatar
Nível 2
climatico escreveu:
Magy escreveu:Eu estou tão tentada a organizar umas aulas de Português! A sério... Jesus!

Embarassed Tento fazer o melhor... Mas podes organizar um concurso de português, se calhar ajuda-me!
Pois, eu também tento dar o meu melhor... e pelos vistos, há pessoas que perceberam o que escrevi por isso...



Última edição por pamsf998 em Sex Set 26, 2014 10:59 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

81 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:46 pm

Samuel

avatar
Nível 2
Como prometido, aqui vai a minha opinião.

climatico: A Albertina vai ser despedida do hotel da vila! Laughing Há pano para mangas, sem dúvida. O hotel fez-me lembrar o de Doida por Ti. Já em relação ao Jorge, não entendi bem como dará vida a este núcleo.

Fabien: Sinceramente, não entendi a parte 'cómica' da coisa. Parece-me um pouco déjà-vu, mas quem sabe se não funcionaria.

Johnman: Gosto do tema 'circo'. Acho original e pouco visto em novelas. Lembro-me que foi tratado numa das temporadas dos Morangos, mas pouco mais. Quem trabalha no circo tem por norma uma forte personalidade, por isso penso que isso seria um ponto a favor. Parte negativa: alguns erros de português.

pamsf998: Tenho pena que não haja mais detalhes. A história à volta do núcleo poderia ter mais miolo e algum fator wow. Faltou algo, a meu ver.



Última edição por Samuel em Sex Set 26, 2014 10:47 pm, editado 1 vez(es)


_________________

https://www.facebook.com/susanafelixfas/?fref=ts
Ver perfil do usuário

82 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:46 pm

Magy

avatar
Nível 2
climatico escreveu:
Magy escreveu:Eu estou tão tentada a organizar umas aulas de Português! A sério... Jesus!

Embarassed Tento fazer o melhor... Mas podes organizar um concurso de português, se calhar ajuda-me!
Não és o pior. Tens um ou outro problema, mas nota-se que é por falta de revisão. Não é mau português!


_________________
Ver perfil do usuário

83 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 10:48 pm

Nuno

avatar
Nível 2
pamsf998 escreveu:Pois, apesar do desafio ter sido lançado no domingo e o limite ter sido na quinta-feira... eu tenho estado cansado por causa da escola tpc's, trabalhos ... e foi o melhor que consegui fazer assim à última da hora...

Escuta, os temas semanais, já vocês conhecem, podem ir preparando antes do limite, sempre não era "à última da hora".

Devias de ter previsto isto quando te inscreveste, o facto de fazeres tudo à última da hora.

Ver perfil do usuário

84 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:01 pm

pamsf998

avatar
Nível 2
Nuno escreveu:
pamsf998 escreveu:Pois, apesar do desafio ter sido lançado no domingo e o limite ter sido na quinta-feira... eu tenho estado cansado por causa da escola tpc's, trabalhos ... e foi o melhor que consegui fazer assim à última da hora...

Escuta, os temas semanais, já vocês conhecem, podem ir preparando antes do limite, sempre não era "à última da hora".

Devias de ter previsto isto quando te inscreveste, o facto de fazeres tudo à última da hora.
Eu sei que a culpa é minha, não é vossa... eu sei que falta um segredo ou assim...

Ver perfil do usuário

85 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:23 pm

Nossa

avatar
Nível 2
pamsf998 escreveu:
climatico escreveu:
Magy escreveu:Eu estou tão tentada a organizar umas aulas de Português! A sério... Jesus!

Embarassed Tento fazer o melhor... Mas podes organizar um concurso de português, se calhar ajuda-me!
Pois, eu também tento dar o meu melhor... e pelos vistos, há pessoas que perceberam o que escrevi por isso...

cyclops


_________________
"Podes não mudar o mundo, mas podes morrer a tentar."
Ver perfil do usuário

86 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:30 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Sorry looooool

Embarassed

Ver perfil do usuário

87 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:36 pm

climatico

avatar
Nível 2
Eu espero é comentários aqui do pessoal, não há?

tvimagazine, por exemplo, onde andas tu?

xD


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

88 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:44 pm

Magy

avatar
Nível 2
Anda na má vida!
Eu não comento para não spoilar os comentários!


_________________
Ver perfil do usuário

89 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:50 pm

climatico

avatar
Nível 2
Sim Magy, não falo de ti, nem do Nossa, nem de eventuais colaboradores do Nuno Very Happy


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

90 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sex Set 26, 2014 11:50 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Nuno e os seus colaboradores I love you

Ver perfil do usuário

91 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 1:16 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Portanto, vamos ter umas alterações no leque de jurados.

O REBL desistiu de ser jurado, por motivos pessoais, portanto o lvigario substitui-o em definitivo.

O António Barreira esta semana, parece que não vai poder enviar-me as suas avaliações, portanto vai ser substituido pelo Joni Milk (o AB ainda continua no leque de jurados, apesar de tudo).

Ver perfil do usuário

92 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 2:25 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Hoje às 18:00 - Pontuações da semana

Ver perfil do usuário

93 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 2:40 pm

MANULO


Nível 2
Nuno escreveu:
Hoje às 18:00 - Pontuações da semana
Nuno, podias fazer uam especie de RETROSPETIVA das novelas dos concorrentes em jogo?
Eu gostava de as elr mas não consigo encontrar o nucleo protagonista nem os vilões!
O cómico já li!
Se conseguires, era fixe!

Ver perfil do usuário

94 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 2:46 pm

Nuno

avatar
Nível 2
A retropectiva vou fazer no final do concurso.

Mas se quiseres ver o que os concorrentes fizeram até agora, é só escolheres a semana, a partir deste link: http://forum.zapping-tv.com/f86-producao-exclusiva

Ver perfil do usuário

95 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 2:49 pm

MANULO


Nível 2
Nuno escreveu:A retropectiva vou fazer no final do concurso.

Mas se quiseres ver o que os concorrentes fizeram até agora, é só escolheres a semana, a partir deste link: http://forum.zapping-tv.com/f86-producao-exclusiva
Obg!

Ver perfil do usuário

96 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 2:55 pm

Magy

avatar
Nível 2
MANULO escreveu:
Nuno escreveu:
Hoje às 18:00 - Pontuações da semana
Nuno, podias fazer uam especie de RETROSPETIVA das novelas dos concorrentes em jogo?
Eu gostava de as elr mas não consigo encontrar o nucleo protagonista nem os vilões!
O cómico já li!
Se conseguires, era fixe!
What?
Está tudo nos outros tópicos. Há o tópico dos principais, dos vilões e dos cómicos. É só lá ir.


_________________
Ver perfil do usuário

97 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 6:00 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Oi pessoas!

Hoje revelo as pontuações dos desafios desta semana, do tema....



Vamos recapitular os métodos de avaliação:


Júri: A cada concorrente, cada jurado dará uma pontuação de 0 a 10 a cada sinopse, e
uma pontuação de 0 a 10 às descrições dos personagens. Num total, para cada cada jurado de 0 a 20. No total o júri dá uma pontuação de 0 a 80 a cada concorrente, visto que há 4 jurados.


Público: O público vai votar através de uma votação exterior, depois as pontuações serão convertidas de 0 a 20. Exemplo: Recebi 17 votações, o concorrente A recebeu 10 votos pelo seu desafio, depois vou converter da seguinte maneira, 10:17 = 0.6 ; 0.6 x 20 = 12.


Vamos começar pelas pontuações das sinopses do núcleo cómico:


climatico:
Sinopse:
Albertina e Porfírio estão juntos há dois anos. Constança mantêm a esperança do filho se casar, mas ele não quer gastar dinheiro inutilmente, preferindo viver com Albertina em união de facto. Quando os dois anunciam que querem ter um filho, Constança começa a passar mais tempo em casa do Porfírio, o que não agrada a Albertina. Com isso, a mulher começa a colocar em prática várias ideias, levando o marido para um cemitério, para a casa do vizinho, entre outras situações. Todas elas irão trazer alguns problemas ao certinho Porfírio, que se virará em mil para as resolver.
No hotel da vila trabalham Albertina, como servente de mesa, Custódia e Conceição, como camareiras. São vários os hóspedes que irão passar pelas mãos destas três mulheres. Albertina, “a desastrada”, entorna sopa nos clientes, passa a vida a partir copos, para não falar
no cheiro a vinho que a sala do restaurante deita por conta das garrafas que já se partiram. Custódia e Conceição são conhecidas por “irmãs metralhas”. Estão sempre encostadas na recepção do hotel a comentar a vida dos hóspedes, dos colegas do trabalho. Não querem nada com o trabalho e passam a vida a fazer vudu a Albertina, levando a mulher de Porfírio a cometer mais alguns desastres que levarão ao riso toda a equipa do hotel e hóspedes.
As maldades das “irmãs metralhas” continuam na igreja. Viúvas, juntam-se para ir a funerais de idosos ricos à volta da vila, chorarem por mortos que nunca viram, mas fazerem-se passar à família por grandes amigas, para conseguir dar pequenos golpes. Custódia usa a sua lábia para falar com a família dos mortos, depois de Sãozinha já ter feito uma pesquisa pela internet para saber tudo sobre eles.
Em Lisboa, Jorge Fernandes é um jornalista de uma famosa revista cor-de-rosa. Conheceu Patrícia, sem querer, ao deixar cair a comida em cima dela. A amizade faz com que ele tenha grandes furos jornalísticos e, apesar de não gostar do que faz, pois acaba por estragar a vida de várias pessoas, fá-lo com dedicação e empenho.
lvigario:

Nota: 8/10
Justificação: A sinopse tem uns “lapsozitos”, perfeitamente perdoáveis. Gostei das “irmãs metralhas”, pareceu-me um encontro interessante entre várias outras personagens de novelas como “Remédio Santos” e “Ilha Dos Amores”, mas ainda assim têm originalidade e claro que para mim, tomam o centro do protagonismo do núcleo cómico. A Albertina parece-me um elemento interessante e essencial a esta “ficha tripla”.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: A sinopse está bem construída e apresenta bem os vários personagens e vários núcleos. Só não acho que haja forma daquela pensão funcionar. Devia existir aí uma personagem que pudesse tudo na ordem. Afinal, duas não fazem nada e a outra quando faz, faz mal. Falta um elemento. Wink

Magy:

Nota: 9/10
Justificação: Via este núcleo numa sitcom. Não numa novela. Até pode dar certo em novela, mas acho que seria perfeito para uma sitcom. Não via o Jorge no núcleo cómico e não fiquei nada convencida, até porque não aprofundaste muito a história dele. Quanto às “irmãs”, são duas personagens bem típicas, mas espero que os esquemas delas acabem por falhar, só assim seriam cómicas. A Albertina, essa sim, convence-me totalmente como personagem cómica, se não for muito forçada a derrubar vinho nos episódios todos. Já agora, noto alguma falta de revisão ao que escreveste. Faltam uma ou outra palavra e há vírgulas mal colocadas.

Nossa:

Nota: 8/10
Justificação: Que raio de nome! Porfírio é extremamente doloroso, mas muito bem escolhido! Gostei da sinopse, uma história leve e cómica, bastante agradável. O destaque vai para as irmãs metralhas, que são umas bilhardeiras praticantes de vudu! Fantástico! Gosto do facto de ambas serem um pouco vilãs mas com um lado cómico. Contudo, noto grande desenvolvimento na história das irmãs, mas a Albertina e o Porfírio ficaram esquecidos, o que podia levar a que estas duas personagens ficassem a fazer mobília no núcleo cómico. O parágrafo do Jorge ficou um pouco confuso e dispensava-o. O Jorge podia muito bem ser substituido por um coveiro musculado e bonitão, por quem as irmãs ficariam atraídas e apaixonadas... já que os cemitérios serão cenário para algumas peripécias das metralhas. Quanto ao português, acho que podia estar melhor e com frases mais fluentes.

Fabien:
Sinopse:
No centro de Castro Verde vive uma família muito caricata e cheia de boa disposição. Rosa Pereira é uma dona de casa exemplar, adora divertir-se com as amigas e está reformada após ter trabalhado na empresa ArtiCultura como costureira. É esposa de Mário Pereira, um velho mecânico que vai ajudando as gentes da vila com os seus carros e tudo o que envolva problemas de mecânica. Rosa tivera uma filha que morreu após ter tido duas lindas filhas, Marlene Pereira e Teresa Pereira. Marlene e Teresa são órfãs, pois perderam tanto o pai como a mãe num grave acidente de aviação há 11 anos o que as levou a ficarem com os avós, não tendo mais ninguém da família. Teresa vive com os avós em Castro Verde e faz limpezas na empresa ArtiCultura, adora saber a vida dos outros e quer conquistar a confiança dos avós uma vez que a perdeu quando foi acusada de ter roubado uma grande quantia de dinheiro da antiga cafetaria da irmã, Marlene. Com o café na falência, sem dinheiro e posses para continuar a viver às custas dos avós, Marlene Pereira decide emigrar para Espanha onde abriria um outro café para servir os seus clientes. Passado algum tempo, Mário, Rosa e Teresa são surpreendidos com a chegada de Marlene a Castro Verde. A jovem empreendedora voltou com a tristeza de ter que fechar, novamente, as portas da sua cafetaria e estar, uma vez mais, na miséria. Teresa sabe que a sua irmã sempre foi a preferida dos avós e vai fazer de tudo para que eles não ajudem Marlene e esta volte a emigrar. Para isso, Teresa Pereira vai dizer a uma grande parte da população da vila que Marlene anda na prostituição e que voltou para infernizar a vida da família e fugir com o dinheiro que lhes resta. A população de Castro Verde acredita nas palavras de Teresa e ninguém fala com Marlene. As amigas de Rosa Pereira, também elas quadrilheiras, vão lhe contar tudo. Esta não acredita no que ouve e ignora por completo o que as amigas lhe dizem. Rosa, Mário, Teresa e Marlene vão andar num autêntico rebuliço de aventuras muito caricatas e engraçadas.
lvigario:

Nota: 5/10
Justificação: Morninho, não me parece um núcleo cómico extremamente forte. Agora como sou jurado definitivo vou ter mais atenção a toda a história e à forma como esta se pode/poderia articular e por isso acho que seriam demasiadas maldades para uma novela só, até porque mesmo neste núcleo há intrigas e “facadas nas costas” e alegadamente este núcleo deveria ser uma “lufada de ar fresco”. De qualquer das formas, são personagens credíveis, mas penso que poderias ter extrapolado mais um pouco.

Joni Milk:

Nota: 4/10
Justificação: Está tudo muito bem escrito, mas eu vi aí muito pouco que dê para comédia. Perda de negócios, roubos, boatos de prostituição.

Magy:

Nota: 3/10
Justificação: Bom, para além de continuarmos com problemas de vírgulas, há frases bastante confusas. “Rosa tivera uma filha que morreu após ter tido duas lindas filhas, Marlene Pereira e Teresa Pereira.” Oi? Só consegui perceber esta frase depois de ler as duas frases seguintes! Bom, com o que li acho que a Teresa se encaixa mais no papel de vilã. Não vejo onde é que espalhar boatos graves sobre a irmã é cómico. Mas pronto, devo ser só eu! Não gostei do mote do núcleo, não o percebi e não sei se funcionaria.

Nossa:

Nota: 4/10
Justificação: Eu fiquei na dúvida se este é um núcleo cómico ou se é um núcleo dramático. Gostava que houvesse um passado mais leviano... primeiro úma das filhas da Rosa faleceu, a Marlene e a Teresa são órfãs, a Teresa foi acusada de roubar a irmã, a Marlene emigra para Espanha e quando volta fica na miséria e é difamada... too much drama. Não gostei. Precisavas de um núcleo cómico bastante forte, dado a quantidade de drama na tua novela ser grande. Acho que a comédia ficou apenas na tua cabeça e que a verdadeira comédia do núcleo não foi escrita na sinopse. Fiquei desiludido.

Johnman:
Sinopse:
Todos os meses, o Circo Loco faz a sua marca nas ruas locais, e muitas são as pessoas, júniores ou graúdos, que esperam ansiosamente pelo regresso mensal do circo. Uma das maiores razões porquê é que em todas as edições o circo parece sempre ter algo de novo para dar ás audiências. Novas acrobacias, por vezes um novo animal, etc., mas novas atrações é o que não falta neste circo.
Mas nos bastidores, as coisas não são tão fáceis como podem parecer. Incrivelmente, poucas são as pessoas que trabalham no circo consistentemente. Apenas uma trapezista, um palhaço, um domador e o dono. O resto são performers normalmente contratados por uma vez apenas e depois esquecidos como se nada fosse. E assim os seus membros gostam que seja, apesar dos gastos de dinheiro.
Todos os trabalhadores do circo têm personalidades distintas, e ninguém diria que usufruem dos cargos que na realidade eles trabalham. Como Bernardo, o palhaço no palco que se afirma o "líder" da matilha e tenta manter a, por vezes, aparatosa ordem, ainda que ninguém o leve a sério; Laura, a trapezista que tenta viver uma vida de comediante e fazer os outros rir de qualquer forma possível; Matias, o domador que sente que a melhor forma de treinar para os seus atos é "falar animalesco" - mais especificamente, não-português - todos os dias, recorrendo às mais ridículas linguagens; e João Bento, o dono de meia-idade que se tenta convencer a si próprio que ainda é um jovem popular e falar "à dred" para se identificar com a demografia adolescente.
Mais para a frente, João Bento, graças a gastos em demasia, vai ver-se a vender o circo a François, um ambicioso proprietário de muitos outros circos por toda a Europa, e que nunca esperava ter tanto trabalho em controlar os trabalhadores desta sua nova aquisição, em maior parte devido ao desgosto destes verem o seu mundo nas mãos de outro, apesar dos problemas monetários, e fazem questão de irritar e rivalizar François.
Durante a trama, nós iremos ver como é que estes indivíduos vivem, tanto profissionalmente como pessoalmente, rindo com as inúmeras trapalhadas que eles fazem nas suas sessões de entreter outros, tanto no palco como nos bastidores e até fora do circo mas também veremos que no fundo, são personalidades humanas e com sentimentos, que querem, acima de tudo, fazer os seus espetadores rir.
lvigario:

Nota: 7/10
Justificação: That’s what I am talking about! Isto é um núcleo cómico (para mim), pois consegue roubar o protagonismo ao núcleo principal. Ainda para mais, estes têm um cenário muito pouco abordado nas telenovelas nacionais: o circo. E há muito “suminho” (para material humorístico) no nosso circo e tendo em conta esta sinopse parece-me que ias conseguir espremer bem esse “suminho”. Contudo,tenho de ser coerente e mediante o que te disse na semana passada: “Acho que em Portugal se deve arriscar e abordar temas novos nas suas produções, mas de facto é complicado articular tantos temas polémicos e com um cariz tão "dark" numa só novela”, acho que este núcleo pode complicar a tua novela porque é mais um núcleo com mais um tema distinto. É lógico que este tema vai aligeirar os temas “dark”, mas por outro lado, parece-me que a “máquina do sumo natural” vai explodir com tanto sumo a ser espremido ao mesmo tempo, percebes? Daí a tua nota não ser mais alta, pois vou avaliar a novela como uma só, ou seja, com a inserção deste núcleo nela.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: O plot do circo com essas personagens mostra bastante potencial cómico, boa ideia. O português também está bom.

Magy:

Nota: 3/10
Justificação: Gosto da ideia do circo, no entanto a história e os pontos cómicos não me convencem absolutamente nada. Acho bastante interessante que tenhas usado o tema circo, é uma realidade pouco usada na televisão portuguesa e que tem bastante para mostrar. Não encontrei nada cómico a não ser nas possíveis actuações, mas isso só por si não faz a história e não faz o núcleo cómico. Há risos no circo? Há. Mas o sumo do núcleo devia estar no “atrás do palco” e aí não há grande coisa para um núcleo cómico.

Nossa:

Nota: 6/10
Justificação: Muitos erros no português: má acentuação, incoesão textual, entre outras. Quanto à sinopse, foste bastante original em criar um circo e a comédia à volta dele. Já fiquei a imaginar algumas cenas e peripécias com as personagens. A história está bastante coerente e interessante. Só não tens melhor pontuação devido ao português.

pamsf998:
Sinopse:
Rosália e Virgílio são um casal muito pacato, ambos são feirantes, mas de manhã Virgílio faz distribuição de pão, inclusive na mercearia de Mário (pai de Andreia). Ambas as famílias são muito chegadas e Rosália quer, disparatadamente, que Zé e Andreia casem, pois assim ficavam todos em "verdadeira família"... Já Virgílio é um atiradiço, mas a gente miúda, todas as raparigas que o filho leva lá a casa ficam mal impressionadas, tanto pelo pai que só manda piropos, como pela mãe que diz que ele vai casar com Andreia e, por isso, põe-nas "todas na rua". Por sua vez, Rosália gosta muito de coscuvilhar, e gosta muito do jogo "Passa a Palavra", pois mal sabe algum segredinho, todo o bairro o fica a saber.
lvigario:

Nota: 7/10
Justificação: O teu núcleo cómico é muito mais interessante que os teus vilões. São credíveis mas originais. E embora 3 seja a conta que Deus fez, aqui parece-me que 2 personagens são o suficiente.

Joni Milk:

Nota: 7/10
Justificação: Vejo aí bastante potencial cómico, seja nos piropos como no diz que disse. Mas tens de melhorar o português e ter cuidado com as repetições de assuntos.

Magy:

Nota: 1/10
Justificação: Ah, está bem… É só isto? E mais? É isto a novela toda? Em loop? Fraquinho. Podias ter desenvolvido mais, espremido mais o sumo e inovar em alguns pontos. NOTA:

Nossa:

Nota: 1/10
Justificação: Que história sem conteúdo nenhum. Super aborrecida, nada cativante e nada criativa. Tenho pena. Sinceramente, dado não me simpatizar muito com a tua novela, esperava um núcleo cómico, no mínimo dos mínimos, razoável. Mas isto não é razoável nem é nada. O meu único ponto vai para o facto deles serem feirantes e de eu achar que isso traria uma boa storyline, apesar do cliché que é.

Samuel:
Sinopse:
É conhecida por Dona Amanda. Na região onde vive, Amanda Leal é popularíssima por boas razões. Aos 66 anos, esta avó/mãe à frente do seu tempo está sempre pronta para ajudar quem mais precisa, sejam amigas, vizinhos ou desconhecidos. Apesar das suas contagiantes boa vontade e alegria, Amanda já sofreu no passado: a sua filha Elisabete faleceu ao dar à luz Rodrigo, o seu neto, e dois anos mais tarde, António, o seu marido, também acabou por falecer depois de complicações provocadas pela diabetes. Assim sendo, Amanda arregaçou as mangas e decidiu dar a Rodrigo tudo aquilo a que tinha direito. Infelizmente, teve de se reformar aos 62 anos devido a problemas nas articulações, mas nunca desistiu de tentar encontrar algo para fazer.
Com uma casa de seis quartos que pertencia à família do marido, Amanda decide “abrir portas” a estudantes universitários, tendo estes de pagar uma mensalidade correspondente ao quarto e a refeições diárias. O que Amanda não esperava era receber apenas e só estudantes estrangeiros. A avó de Rodrigo vai ter sérias dificuldades em entender as várias línguas faladas em sua casa, dando origem a situações ao mesmo tempo incoerentes e inevitáveis.
Mesmo com o aluguer de quartos, Amanda continua a levar uma vida de boémia: idas a discotecas, a bares e saídas à praia, por exemplo. Tudo isto tratando os seus hóspedes como realmente devem ser tratados.
Sabendo do caso do neto com Fernanda, Amanda passará a apoiar a relação, apesar das reservas em relação aos Galvão. Amanda acaba por contar o caso a Susete, sua melhor amiga e governanta da família de Armando Galvão, e, com o tempo, a história começará a circular.
Catarina, Eliana e Carolina são três amigas solteiras que decidiram ir viver juntas quando os pais deixaram de sustentá-las ao verem que não queriam nem trabalhar nem continuar a estudar. O problema é que nenhuma delas tem noção de como é viver em conjunto e muito menos trabalhar para sobreviver. Desorientadas por natureza, lembram-se de dar explicações a alunos da escola primária, mesmo não tendo noção da dificuldade da matéria em questão. A ideia será posta em prática e, como seria de esperar, irá causar muitas situações constrangedoras. Ideias como esta serão habituais, devendo elas encontrar desesperadamente algo que as possa sustentar, sem que para isso tenham de trabalhar de manhã à noite. Quando já muito tentarem, Catarina lembra-se de Luísa, filha de Artur Galvão, de quem era colega na escola. Sabendo do poderio financeiro dos Galvão, as três começam a aproximar-se de Luísa e, quem sabe, obter o que tanto querem, sempre sem vergonha na cara.
lvigario:

Nota: 9/10
Justificação: Adorei a história da Amanda, tão original, tão peculiar, mas ainda assim credível. Embora a Adelaide João tenha mais 20 anos que a personagem, adorava vê-la nesta personagem. Acho que a interação com os alunos estrangeiros e a sua vida boémia seria algo muito interessante. E se esta fosse uma cougar ainda mais interessante se tornaria. As 3 amigas, já não me parece tão interessante, mas parecem-me credíveis e provavelmente na descrição, eu poderei tirar conclusões mais significativas quanto a estas.

Joni Milk:

Nota: 10/10
Justificação: Adorei o plot da Dona Amanda e os estudantes estrangeiros, genial!! O português está bom e a história das três raparigas interesseiras e preguiçosas (já as estou a imaginar a dar explicações a putos xD) também mostrou imenso potencial.

Magy:

Nota: 8/10
Justificação: Vou ser muito sincera: eu percebo os pontos cómicos dos teus núcleos, mas nenhum me convenceu totalmente. Adoraria ver as dificuldades da Amanda em perceber os hóspedes. Uns ingleses, outros franceses, outros italianos… E ela completamente à nora. Hilariante. Mas depois descompensas com a vida boémia e algo desnecessária nesta história. A não ser que enalteça o lado cómico da personagem. Quanto às amigas, acho que seria interessante ver como é que acabam por ser expulsas ao mesmo tempo e ver como é que lidariam umas com as outras. Só não sei se a proximidade à Luísa seria uma boa opção.

Nossa:

Nota: 7/10
Justificação: Confesso que fiquei receoso ao começar a ler a sinopse porque já estava a achá-la muito dramática, mas depois percebi que serviu apenas de justificação para as suas ações. Já estou a imaginar a Dona Amanda a tentar falar com a estrangeirada! Laughing Quanto à tripla Catarina, Eliana e Carolina, não me cativaram muito. Achei-as um pouco desinteressantes, embora tenha entendido a base da história delas. Não sei se ia gostar. Depende muito de como iam ser as personagens.

Tabela das pontuações:



Volto de seguida com as pontuações dos perfis dos personagens do núcleo cómico. Até já.



Última edição por Nuno em Sab Set 27, 2014 6:23 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

98 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 6:06 pm

climatico

avatar
Nível 2
Consegui encontrar, aqui uma boa explicação para a minha dificuldade... O JoniMilk diz que falta um elemento, um elemento que meta ordem. Não sei, nem tem relevância, se fiquei com menos pontos por causa disso, mas claro que falta o "chefe" do Hotel/Pensão. Mas por meter ordem é que não o inclui na parte dos cómicos.

Como a história é contada aos poucos falta sempre alguma coisa...
Não sei se me explico...


_________________
http://alemdosonho.pt.vu
Ver perfil do usuário

99 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 6:10 pm

Nuno

avatar
Nível 2
Estou de volta!

A seguir, temos as pontuações dos perfis dos personagens do núcleo cómico:


climatico:
Personagens:
Albertina Pereira – Nora de Constança, tem uma relação estável com Porfírio, apesar de, por opção dos dois, nunca se terem casado. Tem 33 anos e é servente de mesa no Hotel da vila e muito desastrada, não há dia em que não parta um prato, um copo. Por causa da sogra, que não simpatiza com ela, não consegue engravidar, uma vez que ela está sempre metida em casa, levando o marido a situações extremas para poderem fazer amor.

Porfírio Monteiro – Filho de Constança, adora a mãe e sempre foi muito mimado. Optou por não se casar com Albertina, com quem quer ter um filho e por quem passa a vida a meter-se em sarilhos. É informático, e o seu porte atlético leva muitas mulheres à loja, que passam a vida a levar o seu computador para arranjar. Ingénuo, nunca entendeu porque tantos computadores estragam-se em pouco tempo, mas não passa cartão a nenhuma mulher.

Jorge Fernandes – Gago, é um jornalista ingénuo e bastante singelo, que não vê maldade em ninguém. Amigo de Patrícia (núcleo de vilões), com as informações dela, consegue muitos furos jornalísticos. A ideia dele era trabalhar num jornal de Economia, mas no dia da entrevista enganou-se no botão do elevador e acabou na secção da revista cor-de-rosa, onde permanece até hoje. Escreve bastante bem apesar do seu ar caixa de óculos e de ninguém acreditar que possa ser bem-sucedido.

Custódia Costa – Viúva e beata da vila é camareira no Hotel da vila e tem um pacto com Conceição. O objectivo é ir a funerais de pessoas ricas e, com a sua inteligência e perspicácia, conseguir ganhar algum dinheiro. Sempre vestida de preto, vai a todos os funerais, da zona, que puder, para saber quem morreu, tentando passar-se por amiga ou familiar de forma a conseguir tirar algum dinheiro para pagar as despesas com as cirurgias plásticas que realiza.

Conceição Oliveira – “Sãozinha”, como é conhecida por todos, é amiga de Custódia e trabalha com ela no Hotel. É um “ás” em informática, usando isso a seu favor para dar os pequenos golpes nos velhotes dos arredores e para estar a par das últimas novidades das cirurgias estéticas. Tem sempre botóx em casa, não lidando bem com a velhice.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 9/10
Justificação: Gostei do fato de através das sinopses nos darem informações importantes e que ajudam a percebermos o quão caricato as personagens serão: o fato da Conceição usar botox, o fato do jornalista ser gago, a história do Porfírio (que é aqui mais desenvolvida). Agora como sou jurado definitivo vou ter mais atenção a toda a história e à forma como esta se pode/poderia articular e por isso, tenho para mim, que este núcleo cómico seria facilmente articulado com as restantes personagens. E mais uma vez digo, como disse semana passada, a Constança seria facilmente aqui inserida, porque as suas patifarias são atos jocosos.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: Boa descrição das personagens, que complementa muito bem o escrito na sinopse. Adorei o pormenor do jornalista ter-se enganado no botão do elevador. Só achei estranho o botox em casa... É possível injetarmo-nos a nós próprios com botox?

Magy:

Nota: 8/10
Justificação: Continuamos com o problema da falta de revisão: vírgulas e palavras comidas. Gostava que a piada da Albertina e do Porfírio se centrasse mais nas tentativas de fazer amor do que nos desastres dela no hotel. Aliás, a falta de jeito no hotel até podia ser fruto dessas noites mal acabadas. E ele, ao ter tanta mulher à sua volta, podia criar situações engraçadas pela mesma razão. Imagina a Albertina no hotel, a servir um cliente e a pensar nos preliminares da noite anterior. O mesmo com o Porfírio. Ele a olhar para as clientes, com cara de tesão, mas a pensar na mulher dele e não na cliente. Tenho medo que o Jorge caísse nessa típica imagem de caixa de óculos desastrado. Podias optar por dar-lhe outra volta, mantendo a parte cómica. Tinha algum interesse que a nível profissional ele fosse mesmo desastrado, mas que tivesse uma vida pessoal de fazer inveja à Kim Kardashian e que tivesse um Gossip blog. Sim, sim, onde é que já vi isto… Mas não foi nas novelas portuguesas. Das “fura-funerais” não há muito a dizer. Acho que correspondem ao que é necessário.

Nossa:

Nota: 9/10
Justificação: Já estou a imaginar a Albertina a partir os pratos e copos todos do Hotel! Laughing O Porfírio era daqueles que eu não imaginava ser informático nem atlético... imaginava-o camponês, tal como a Albertina, mas criaste um contraste muito interessante. Apesar de não ter gostado do Jorge na sinopse, juro que me ri com a descrição da personagem! Laughing Fiquei mesmo a imaginar as cenas do dia da entrevista! Quanto à Custódia e à Conceição, não esperava nada disto delas... parecem ser muito joviais, por enquanto que o nome não indica nada disso! Só gostava que tivesses falado da idade de cada uma das personagens, apenas deu para supor e não para ter certezas. Quanto ao português, ligeiramente melhor que na sinopse. Parabéns! Tens os 9 pontos pela gargalhada que me arrancaste.

Fabien:
Personagens:
Rosa Pereira (68 anos) – É uma mulher muito viva e ligada à família. Era uma antiga costureira na empresa ArtiCultura estando, agora, reformada. Continua a fazer lindas tapeçarias e exerce o trabalho de costureira, em casa, e em situações ocasionais, ou seja, apenas para as pessoas da vila. Está com falta de memória e atrapalha-se naquilo que diz, mas nada tira a energia que há dentro dela. Adora falar com as amigas e de planear muitas saídas com elas. É uma excelente dona de casa e adora a vida que leva estando sempre disposta a animar os outros. Quando costura não podem faltar os óculos na ponta do nariz. Tem o penteado sempre muito bem cuidado, as roupas muito antiquadas e o sapatinho preto raso, típico da vila.

Mário Pereira (72 anos) – Adora aquilo que faz e gosta muito da sua esposa. É obcecado por colecionar miniaturas de carros antigos tendo, já, uma vasta estante com antiquíssimas miniaturas. É um homem muito animado e protege as netas de tudo o que vier. Está sempre a emendar a sua esposa, pois esta confunde tudo (não sabendo, às vezes, que compromissos tem para o dia seguinte). Gosta muito de estar com os amigos e de ajudá-los em tudo o que for preciso. É uma excelente pessoa. O lápis atrás da orelha não pode faltar em dias de trabalho, os ténis da moda estão sempre calçados e a camisa com as calças de ganga não podem faltar no seu visual.

Teresa Pereira (28 anos) – É uma mulher muito espevitada e muito egocêntrica. É capaz de tudo para que só ela tenha razão. Adora os avós e guarda um certo rancor pela irmã Marlene, pois esta sempre foi a preferida dos avós e Teresa ficava, muitas vezes, de parte. Está sempre a meter-se na vida dos outros e é muito mentirosa. Faz limpezas na empresa ArtiCultura e, por vezes, adora armar peixeiradas, sendo, quase sempre, chamada à atenção. Mas é muito animada e cheia de genica. Veste-se sempre com vestidos justos para dar nas vistas, cabelo curto e castanho, sempre muito exuberante na maquilhagem e usa, sempre, sapatos de salto alto.

Marlene Pereira (32 anos) – É muito preocupada consigo mesma e com a família. Gosta muito de saber que eles estão bem e que não passam dificuldades. Quando perdeu a mãe foi muito abaixo e, ainda mais, quando perdeu a cafetaria em Castro Verde e depois em Espanha. Está sempre mal com a vida, passando os dias todos deprimida e a chorar. Ajuda a avó nas tapeçarias e está apaixonada pelo vizinho, mas não quer admitir por ser muito insegura. Não gosta da irmã e tem medo dela. Usa roupas clássicas, óculos redondos, cabelos encaracolados e sapatos rasos.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 4/10
Justificação: A Rosa parece-me uma “mulher portuguesa” e não me parece ter assim um grande componente cómico, excluindo os “óculos na ponta do nariz”. O Mário também é uma personagem” recheado de humor físico, pelo que veste, pela forma como usa acessórios. A Teresa é claramente uma vilã dentro do núcleo cómico, o que vai ao encontro do que disse acerca da sinopse. A Marlene também não tem assim nenhum ponto a seu favor. Parece-me uma “família portuguesa” absolutamente normal, mas que tinham todas as condições para ser mais engraçados, ainda para mais por morarem numa aldeia. Parece-me personagens muito já vistos, que se poderiam inserir na série como “Bem-Vindo a Beirais” (pela descrição de personagens) e a ideia destes núcleos (para mim) é brilharem e tornarem-se imagens de marca, completamente independentes do núcleo principal, quase uma série dentro de uma novela. Caso disso: Fátima (Sol de Inverno), Liliana Marise (Destinos Cruzados), as Telles Brito (Doce Tentação), a Natália de Noronho (Doce Fugitiva), etc…

Joni Milk:

Nota: 3/10
Justificação: Tudo muito bem escrito novamente, mas o problema é o mesmo. Não vejo grande potencial de comédia aqui.

Magy:

Nota: 3/10
Justificação: Tanto drama para um núcleo cómico. Não consigo ver nada de comigo nos teus personagens a não ser que quiseste dar um ar “saloio” à Marlene. Acho que não devias levar as confusões, trocas e falta de memória da Rosa de forma tão leviana. Quanto à Teresa, é tudo menos cómica

Nossa:

Nota: 5/10
Justificação: Gostei da Rosa e da sua descrição física. Seria sem dúvida uma personagem cómica, pelo menos fisicamente... emocional e psicologicamente não sei se seria assim tanto, dependeria da forma de como a falta de memória seria retratada. Sobre o Mário, fiquei a sentir praticamente o mesmo em relação à Rosa: só há uma pontinha de comédia, que neste caso é o facto de emendar a esposa frequentemente. A Teresa e a Marlene idem, e a Marlene achei-a muito dramática... caso seja uma personagem dramática mas com comédia à mistura, faltam-lhe algumas caraterísticas emocionais

Johnman:
Personagens:
João Bento Correia (58 anos): Proprietário do Circo Loco à anos. E adora esse fato, atirando-o à cara de todos à sua volta, por menos sentido que isso faça na altura dada. João Bento é muito orgulhoso e muito humilde, vindo de uma família algo pobre, mas não se rala com o seu passado e está sempre a olhar para o futuro. Ironicamente, João Bento recusa-se a convencer-se que já passaram muitos anos desde que ele era um rapaz conhecido e com as atenções em si maior parte do tempo na sua escola, e em vez disso tenta identificar-se com jovens dos dias de hoje com um vocabulário constituído daquilo que ele considera calões atuais, como “bué da fixe”, “cena marada, meu” e “vem-me ao Facebook”. Apesar da sua atenção para com o dinheiro, João Bento eventualmente vai perdendo a noção do quanto gasta, e vai finalmente ter nenhuma solução senão vender o circo, pelo que ele vai tentar rivalizar François, o novo dono, ao irritá-lo o mais que pode, enquanto procura um novo cargo para si próprio no circo.

Bernardo Andante (35 anos): Atua no Circo Loco como palhaço, ou seja, uma das maiores atrações para o público mais jovem, especialmente. Bernardo vê isto como a sua maior fonte de inspiração na vida, tanto de fato que ele se vê a si próprio como uma fonte de inspiração, fazendo da sua atitude algo convencida e até arrogante por vezes. Tampouco ajuda que Bernardo se considere a si próprio o líder do circo por alguma razão, apesar de João Bento odiar que o faça, e que seja alguém bastante autoritário e às vezes bruto, fingindo até ser um general da tropa e gritando alto para fazer a sua voz ser ouvida. Mas Bernardo é boa pessoa, sem dúvida, sendo ele quem mantêm a paz e pára conflitos e desavenças que involvam quem o rodeia, e recorrer à sua famosa e secreta “tortura do nariz vermelho” que ninguém sabe exatamente o que é, mas que parece sempre resultar. Bernardo tem um fraquinho por Laura, e esconde-o bastante bem até, tanto que nem ela, nem ninguém minimamente suspeita dessa mesma paixão. Bernardo vai estar num campo algo neutro na “guerra” entre João Bento e François, pelo que vai começar a atraír atenções ambas mais positivas e negativas dos seus companheiros.

Laura Lopes (31 anos): Filha mais velha de Lourenço e Margarida, Laura é trapezista no Circo Loco. Laura, graças ao seu trabalho, tem um dom físico incrível, sendo ela espetacularmente ágil e atlética, pelo que atrái bastante os homens, ainda que esta pouco se importe com eles, ou mesmo com o amor. O único com o qual Laura se realmente preocupa em fazer na sua vida é entreter as massas. Mas sente que fazer acrobacias em cima de um trapézio no circo não é suficiente. Sente que tem de fazer mais do que esticar os músculos até onde não pode para isso mesmo. Por isso, fora do circo ou de treinos para o mesmo, ela dedica o seu tempo a escrever e por vezes fazer rotinas de stand-up. E apesar da sua insegurança e nervosismo perante audiências de comédia, Laura começa a ter algum sucesso neste ramo. Claro que de vez em quando se saí com algumas “piadas secas”, ou por vezes algumas algo controversas demais, mas Laura lá se vai safando. Bernardo tem um fraquinho por ela, e ela tanto nunca repara nisso nem sequer imagina, o que leva a momentos bastante embaraçosos. Vai ser quando Bernardo se mostra mais indiferente e neutro às ridículas tentativas de João Pedro e Matias rivalizarem François que ela lhe vai começar a dar mais olhos, devido a ele mostrar uma personalidade mais aberta e menos autoritária. Dá-se mais ou menos bem com a sua família, melhor de todos com a mãe Margarida e a irmã Inês, estas que passam por terríveis fases das suas vidas, e Laura tenta ajudá-las como pode.

Matias Ribeiro (35 anos): No Circo Loco, Matias atua como domador de animais. Um trabalho que exige coragem e perícia, algo que Matias tem em grande dose, ainda que por vezes se ache melhor do que é. O seu cargo permite o desenvolvimento da sua personalidade de “besta de sexo mexicana” nas suas palavras, tentando engatar mulheres das formas mais descaradas possíveis. Para além disso, Matias treina extensivamente para o seu cargo, em boa dose com animais, como se esperaria. Mas por outro lado, outra técnica que Matias usa para treinar é a sua “fala animalesca”. Basicamente, Matias firmemente acredita que se falar uma linguagem que ele inventou, supostamente um “híbrido de todas as linguagens/onomatopeias de animais” e consistindo de bastantes coisas que ninguém alguma vez consideraria palavras, ele tem sucesso com todos os animais. Isto é algo que ele diz desde que tentou a sua sorte com uma tarântula e até se safou. Matias é uma pessoa de feitio caricato e brincalhão, às vezes bastante exagerado e quase surreal com tudo o que faz. Desde falar uma linguagem diferente cada vez que bebe um golo da “sua menina”, a cerveja (por exemplo passa de falar português a falar espanhol um golo de cerveja depois, a seguir francês e assim sucessivamente), até certas vezes falar em karaoke, sabe-se lá o que este divertido domador pode fazer. Matias é também graxista, e junta-se a João Bento em todas as situações, incluíndo na sua “rivalidade” contra François. Mas quando a situação é séria e ele necessita de parar de brincar, Matias pára mesmo. Especialmente quando entra em palco e pretende dar o melhor show possível.

François Gallant (42 anos): Um proprietário de circos francês que vai comprar o Circo Loco, juntando-o à sua coleção que ele pretende ser a mais épica do mundo. Mas François, ambições monopólicas de fora, realmente adora e sente-se fascinado pelo mundo do circo. Tanto que, por vezes, dá mais valor a este do que à sua própria família. François, sem querer, vai criar um “inimigo” em João Bento, que despreza o fato que ele já não detém a distinção de patrão no Circo Loco, e vai tentar irritar François de qualquer maneira como uma forma de diversão. François, ao princípio, vai tentar ignorar João Bento o mais possível, mas quando vê que o seu gozo não pára, ele próprio vai tentar retaliar, iniciando uma suposta guerra em que você se vai deliciar enquanto vê.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 8/10
Justificação: O Matias parece-me ser a personagem mais interessante, um domador Don Juan poliglota e acho que foi nesta personagem que tu conseguiste extrapolar mais. A guerra François e João Bento também me parece interessante. O romance entre a Laura e o Bernardo parece-me também ter panos para mangas, mas de fato o meu “medo” aqui é a forma como vais articular este núcleo com os outros, ainda para a mais a Laura faz parte de um dos núcleos com um dos temas mais “dark” da tua série, que tem que ver com o pai dela se envolver com o irmão dela. Mas de resto, parece-me muito bem.

Joni Milk:

Nota: 7/10
Justificação: Bom português, excelente acrescento ao que está na sinopse, apesar de descrições um pouco longas. Cada uma tem quase o tamanho da sinopse.

Magy:

Nota: 5/10
Justificação: É possível que tenhas batido o record da semana em “número de palavas numa só frase”. Uau, vocês são um máximo nisso! “Vem-me ao Facebook”? Não conheço isso. “O seu cargo permite o desenvolvimento da sua personalidade de “besta de sexo mexicana””… Oi? Não sei o que é… Mas uma besta do sexo dá sempre jeito! Venha ele! Pena ser mexicano! Não percebi! Eu acho que as personagens se contrariam a elas próprias. Não senti em que pontos possam ser cómicos, sinceramente. Lá está, o tema é bom, mas podia estar desenvolvido de outra forma. Não me convenceu, desculpa. No entanto os personagens são interessante, mas não para um núcleo cómico.

Nossa:

Nota: 3/10
Justificação: Ai este português... muito mau... frases mal construídas, etc, etc, etc, etc. E mais: com o acordo ortográfico, a palavra 'facto' continua 'facto'. Quanto às personagens... achei-as desinteressantes, o que é pena. Eu gostei do facto de usares o circo como cenário, mas as personagens desiludiram-me. Tenho pena. A personagem que mais interesse me despertou foi o Matias. E acho que o François tinha muito potencial mas foi só mais uma personagem vazia e desinteressante

pamsf998:
Personagens:
Rosália Pontes (44 anos): É uma mulher muito caricata e divertida, é feirante. É casada com Virgílio. Apesar da diferença da idades, Rosália quer que o filho e Andreia casem apesar da diferença de idades ser elevada, pois ambas as famílias são muito chegadas e ambas se entreajudam como podem. Rosália é um pouco coscuvilheira, e gosta muito do jogo "Passa a Palavra", o que a leva a não conseguir guardar os segredos dos outros.

Virgílio Pontes (49 anos): É feirante como a mulher, mas também distribui pão. Por vezes, também ajuda Luís, partilhando panfletos da mercearia na feira. Faz brincadeiras muito pouco adultas, para com as raparigas adolescentes, amigas do filho. Vai abrandar com os piropos, quando uma das amigas do filho faz queixa ao pai e este vem para ajustar contas com Virgílio.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 6/10
Justificação: Não avançaste muito mais acerca das personagens na descrição destas. Mas ainda assim parecem-me boas personagens, mas precisava de mais um pouco de desenvolvimento. Com certeza a personagem do Virgílio, não vai passar a novela toda ou não vai só passar a novela toda a mandar piropos às miúdas, devias ter explicitado mais um pouco esta personagem.

Joni Milk:

Nota: 3/10
Justificação: As repetições novamente. E depois há pormenores que poderiam estar na sinopse em vez de estarem aqui. Não acrescenta muito ao que está na sinopse.

Magy:

Nota: 1/10
Justificação: “Apesar da diferença da idades, Rosália quer que o filho e Andreia casem apesar da diferença de idades ser elevada”. A malta percebeu à primeira que há uma diferença de idades, não era preciso repetir! Tens de rever o que escreves. Não há grande informação para além da que já temos na sinopse.

Nossa:

Nota: 0/10
Justificação: Vê-se que não te esforçaste. Desculpa a minha pontuação. Mas torna-se chato que alguns tenham querido inscrever-se e depois fiquem pessoas que não se esforcem. Entendo que possas não ter tido muito tempo, mas de certeza que conseguias fazer melhor que isto. Ainda por cima está cheio de erros.

Samuel:
Personagens:
Amanda Leal: Tem 66 anos e vive há muito com o neto Rodrigo. Quando a sua filha faleceu, empenhou-se ao máximo para dar ao neto tudo o que ele precisasse. Sendo uma mulher sempre à frente do seu tempo e cheia de energia, nunca baixou os braços, nem depois de se ter reformado. Amanda é considerada alguém “ao lado” dos padrões da sociedade, pelo seu à-vontade qualquer que seja a situação. Conhecida por Dona Amanda, esta avó vai decidir criar o seu próprio negócio, permitindo a estudantes universitários de ficar em sua casa por uma módica quantia.

Catarina: Catarina é uma jovem de 23 anos que decide sair de casa ao ver que os seus pais não a iam sustentar mais. Sem ideia alguma de como é a vida de trabalho árduo, vai viver com duas amigas na mesma situação, Eliana e Carolina. Catarina é a que melhor cozinha, mas nada mais quer fazer. Viver com quem não a ajuda não vai ser tarefa fácil. Dona de si mas ainda ingénua, Catarina não vai contudo desistir de encontrar uma forma de ganhar algum dinheiro sem trabalhar muito.

Eliana: Tem 25 anos e é a mais desorientada das três amigas. Quando muda de casa, sente-se apavorada por perder grande parte dos hábitos que tinha: tratamentos de pele, novo corte de cabelo todas as semanas, manicure e outros cuidados supérfluos. É ela quem toma a iniciativa de dar explicações, mas rapidamente se dá conta da má ideia que teve.

Carolina: Carolina tem 25 anos e é a mais calma das amigas. Com os pés bem assentes na Terra, sempre soube que só a trabalhar se consegue algo na vida. Ainda assim, aconchegou-se ao poderio financeiro dos pais e nunca se empenhou num projeto a sério.

Usou o novo acordo ortográfico.
lvigario:

Nota: 9/10
Justificação: Acho que deverias ter descrito melhor as 3 amigas, porque assim a uma primeira vista, elas só me parecem-me preguiçosas e ambiciosas (ao mesmo tempo), não há assim um registo muito cómico. Mas a Amanda vence tudo, se tivesses descrito melhor as 3 amigas, tinhas pontuação máxima.

Joni Milk:

Nota: 8/10
Justificação: Ideia excelente de apresentar as 3 amigas na sinopse e só aqui desenvolver a personalidade da cada uma, evitando quaisquer repetições. Senti falta da descrição da governante ou de algum estudante, quem sabe um homem de 60 anos da Holanda que estava cá a fazer Erasmus e que traria romance para a vida da Dona Amanda, algo para acrescentar aquele núcleo que só com ele como personagem cómica parece isolado.

Magy:

Nota: 5/10
Justificação: Acho os perfis muito vagos. Podias ter aproveitado para dar a conhecer melhor cada uma das personagens. Dás informações relevantes, mas que não chegam para me prender a cada uma das personagens. É interessante que todas elas são mulheres.

Nossa:

Nota: 5/10
Justificação: Gosto tanto da Dona Amanda! É uma velha moderna e cheia de genica! Estou bastante curioso para saber que atriz vais pô-la a representar. Quanto ao trio de amigas, não me cativaram e não achei que tivessem comédia nas suas personalidades. A única delas que me cativou foi a Eliana por causa das explicações. Acho que devias ter criado as personagens estrangeiras e não um núcleo distinto do da Dona Amanda. De certeza que terias um núcleo cómico mais forte e consistente.

Tabela das pontuações:



Volto de seguida com as pontuações finais da semana!

Ver perfil do usuário

100 Re: Produção Exclusiva [3ª Semana] em Sab Set 27, 2014 6:12 pm

Joni Milk

avatar
Nível 2
Mas podias ter falado que ele existia, na sinopse. Uma pequena referência, algo. Uma pessoa não adivinha.


_________________



Ver perfil do usuário http://aneverlastingpieceofart.tumblr.com

Conteúdo patrocinado



Publicidade



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 5]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum