Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Desabafos da Vida

Ir à página : Anterior  1 ... 14 ... 24, 25, 26, 27, 28  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 25 de 28]

601 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 2:43 am

Nês


Nível 2
.



Última edição por Nês em Seg Jan 11, 2016 10:09 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

602 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 3:04 am

Inês S. escreveu:Eu sei disso browns, mas não podes andar eternamente à mercê de algo que não ata nem desata. Eu tinha dito a mim mesma que era um ciclo que ia fechar e estava disposta a isso, mesmo custando-me imenso. No entanto, não consegui evitar que ele voltasse a dar em cima de mim. Obviamente que não sei o que se vai seguir, mas eu preciso de clarificar o que se passou e o que se passa agora para ele ter mudado comigo. O que é que antes eu não tinha, que tenho agora?

Além de que se quisesse ser palhaça tinha ido para o circo. Detesto que me usem para se rirem e se for esse o caso bem ele pode esquecer. Eu senti-me usada quando ele me deu o maior fora sem qualquer justificação. Eu este ano rejeitei algumas pessoas e fui sincera com elas. Não andei a alimentar o que fosse. Eu sei que nem todos são assim. Eu sei. Mas cabe a nós também ter algum amor próprio e não nos deixar levar.
Levei um patada, não vou permitir-me a levar a segunda.

É super difícil eu gostar de alguém, achar interesse em alguém...tinha logo que ser com este imbecil.
Inês, fazes bem em não te deixares pisar. Não te mostres frágil, mas sim forte, porque se ficares fragilizada, tudo te recalca mais.

Claro que a pessoa deve ter amor próprio e não se deixar levar por qualquer pessoa que nos apareça no mapa.

Mas enfim, também não sei bem o que dizer, é uma situação relativamente nova para mim, como eu mando logo todos de rajada, se me fizerem alguma... Laughing Laughing

Ver perfil do usuário

603 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 4:54 am

NF


Nível 2
Bem, isto é só confissões. :p
Inês, se isso já anda assim há tanto tempo é melhor teres uma conversa com ele.

Bem, cá vai o meu desabafo. O karma anda a perseguir-me e só me tenho envolvido com mães de filhos pequenos, por coincidência. Envolvi-me com uma mulher casada, disse que o marido não lhe ligava e queria deixá-lo para ficar comigo. Andámos assim uns tempos até que um fim de semana vi uma foto no face da típica família feliz. Decidi afastar-me. Não pareciam nada mal.. este ano apaixonei-me por uma rapariga que é mãe solteira. Apesar da distância gostavamos muito um do outro e eu ia sempre que podia passar fins de semana e ferias a casa dela. Afeiçoei-me ao miúdo, e principalmente a ela. Vivi meses mágicos. Fui feliz como nunca tinha sido, apesar das adversidades. Ainda assim ela não tem um feitio nada fácil e com o tempo perdeu o interesse em mim. Tivemos juntos 6 meses. Custou-me muito o fim da relação e não reagi bem. Gostava imenso dela e os últimos meses foi para curar a desilusão e as mágoas. Agora estou a ficar interessado numa rapariga... e vim a descobrir que ela também é mãe solteira. De alguma maneira isso fez-me ficar com medo que as coisas acabem de forma tão abrupta como da última vez, tenho medo de me afeiçoar ao miúdo como aconteceu ao filho da minha ex e ser obrigado a afastar-me. A diferença é que esta rapariga está muito mais perto, mas sinceramente eu estou cansado de levar com a mágoa que os cretinos que lhes abandonaram com os filhos lhes deixaram no coração. Enfim, não sei se deva avançar...

Ver perfil do usuário

604 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 11:29 am

NF escreveu:Bem, isto é só confissões. :p
Inês, se isso já anda assim há tanto tempo é melhor teres uma conversa com ele.

Bem, cá vai o meu desabafo. O karma anda a perseguir-me e só me tenho envolvido com mães de filhos pequenos, por coincidência. Envolvi-me com uma mulher casada, disse que o marido não lhe ligava e queria deixá-lo para ficar comigo. Andámos assim uns tempos até que um fim de semana vi uma foto no face da típica família feliz. Decidi afastar-me. Não pareciam nada mal.. este ano apaixonei-me por uma rapariga que é mãe solteira. Apesar da distância gostavamos muito um do outro e eu ia sempre que podia passar fins de semana e ferias a casa dela. Afeiçoei-me ao miúdo, e principalmente a ela. Vivi meses mágicos. Fui feliz como nunca tinha sido, apesar das adversidades. Ainda assim ela não tem um feitio nada fácil e com o tempo perdeu o interesse em mim. Tivemos juntos 6 meses. Custou-me muito o fim da relação e não reagi bem. Gostava imenso dela e os últimos meses foi para curar a desilusão e as mágoas. Agora estou a ficar interessado numa rapariga... e vim a descobrir que ela também é mãe solteira. De alguma maneira isso fez-me ficar com medo que as coisas acabem de forma tão abrupta como da última vez, tenho medo de me afeiçoar ao miúdo como aconteceu ao filho da minha ex e ser obrigado a afastar-me. A diferença é que esta rapariga está muito mais perto, mas sinceramente eu estou cansado de levar com a mágoa que os cretinos que lhes abandonaram com os filhos lhes deixaram no coração. Enfim, não sei se deva avançar...
Fiquei atónito com a tua "confissão" Shocked , ainda por cima numa altura em que há cada vez menos crianças... Ahahhaha, falando a sério, percebo-te, na medida em que, se algo ocorrer mal, não quereres deixar mais uma pessoa sozinha, a tomar conta de um filho. Entretanto, acabas por te afeiçoar aos dois, e o sofrimento, tanto dela como teu, acaba por ser muito maior.
Por outro lado, acho que o que te aconteceu no passado, não deve influenciar demais a tua vida futura. Se gostas mesma dela, deverias falar com ela, acerca do que te passou anteriormente. Pode ser que ela compreenda. O diálogo é muito importante numa relação. Quando este é inexistente, na medida em que não falamos com o/a parceiro/a daquilo que nos acontece, das nossas raízes, do passado, do que fizemos,  raramente as coisas resultam bem. O diálogo promove a confiança e reforça os sentimentos do par.
Bom, quanto ao facto de só conheceres pessoas com filhos a cargo, sem pai, ou com pais ausentes, isso já me leva a crer ser karma, de facto. Eu não acredito muito em profecias do destino, mas é de facto estranho. Há coisas inexplicáveis.

Ver perfil do usuário

605 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 12:47 pm

Nês


Nível 2
Ai NF, gente casada devia de ter juízo! Sinceramente. As pessoas não têm qualquer respeito pelo outro e é isso que até me assusta. Acho que se banalizou tanto as relações que agora é tudo muito aberto e sem qualquer pingo de respeito.

Isso dos filhos é complicado. Acho que não deves evitar, mas ser mais contido e explicares a situação a ela se assim tiver de ser. Por isso é que nesses casos, normalmente a apresentação ao filho é feita mais tardiamente. Não vale a pena apressar nesse sentido. Muito pelo filho e também por ti, se te apegas facilmente a crianças.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

606 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 1:05 pm

Free Live


Nível 2
Cada caso é um caso, não te deves afastar só por saber que ela é mãe solteira. Principalmente se nem sabes as razões pela qual é mãe solteira. As pessoas são diferentes, têm modos de estar diferentes, não vamos catalogar só porque é mãe solteira, é de Aguiar da Beira ou tem o cabelo cor de rosa.
Vai com calma, mas não tens necessariamente que desistir...

Ver perfil do usuário

607 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 1:15 pm

Nês


Nível 2
Ai Free. Ao menos tu estás bem? xD


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

608 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 6:20 pm

NF


Nível 2
Nês escreveu:Ai NF, gente casada devia de ter juízo! Sinceramente. As pessoas não têm qualquer respeito pelo outro e é isso que até me assusta. Acho que se banalizou tanto as relações que agora é tudo muito aberto e sem qualquer pingo de respeito.

Isso dos filhos é complicado. Acho que não deves evitar, mas ser mais contido e explicares a situação a ela se assim tiver de ser. Por isso é que nesses casos, normalmente a apresentação ao filho é feita mais tardiamente. Não vale a pena apressar nesse sentido. Muito pelo filho e também por ti, se te apegas facilmente a crianças.

Obrigado Free e Inês.
A apresentação ao filho (com a minha ex) foi rápida, porque não vivemos perto e eu quando ia lá ficava na casa deles. Ele nem sempre estava com ela, mas conhecemo-nos desde o princípio e gostamos logo um do outro. Mas também não estávamos sempre juntos e ela já teve outras relações que correram menos bem... acho que ele não ficou mal, mas nem me pude despedir e a bola dele ficou em minha casa... Sad Sabem... o que me custou mais a engolir no fim da relação foi porque eu, até a um mês antes, sentia-os como parte de mim, e mais do que isso, sentia-os felizes comigo. Sabem como, nos dias que correm, é extremamente bom, mais do que estar com a pessoa, sentir que os outros são felizes connosco, e depois de tanta porcaria que ela - que eles - já passaram, acreditavam que a vida deles estava a compor-se e que eu era o elemento que faltava. Eles estavam felizes e isso fazia-me muito feliz. Nem sempre as coisas correm bem e os feitios se adaptam, e ainda assim continuamos cúmplices até ao dia em que ela decidiu que não valia a pena arrastar. Eu não reagi bem, porque continuava apaixonado, e fiz-me de forte, por orgulho. De algum modo isso magoou-a e acusou-me de ser egocêntrico e de a ter iludido. Ela dizer que eu a iludi foi o que me magoou mais. Se o fiz, foi inconscientemente, e sempre mostrei o quanto gostava dela desde o princípio, apenas me fui adaptando a ela. Mas também é verdade que em certa altura, me tornei mais contido e distante, porque sentia que a confiança dela em mim, e sobretudo a entrega, já não eram a mesma. Ela tem um feitio difícil e dizem que ninguém a atura Very Happy Very Happy e mesmo assim eu gostava dela. É um miúda especial e mesmo depois de discussões e acusações da boca pra fora - só surgiram após o fim do namoro - ela é uma mulher excepcional, com uma personalidade e modo de ser especiais, uma menina que teve de crescer rápido. Desejo-lhe o melhor desta vida e ela sabe disso.
Por tudo isto, partir para outra não foi fácil. No verão ainda estava fresco, ainda discutíamos a relação, ainda não tinha a noção da perda... não foi fácil mas ainda era realidade. Setembro, Outubro e Novembro foram meses de introspecção, serviram-me para recuperar o amor-próprio que tinha-se fraturado quando me caiu a ficha, e Dezembro foi o mês da aceitação. Aceitei tudo. O fim da relação, o meu falhanço, enfim... E senti, pela primeira vez, que aquela vida já não é a minha, e que o meu mundo é muito mais importante e precioso, O passado é passado e a vida não pára. A felicidade é feita de momentos e muitos mais estão por vir. Já tinha começado a engatar esta rapariga em Novembro, meio por brincadeira, e agora estamos mais próximos. Ainda não me sinto apaixonado, mas fico contente quando falo com ela e só os próximos tempos me irão dizer se irá acontecer algo ou não.
Claro que não é o facto de ela ter um filho que me irá impedir de ser feliz com ela, e tento convencer-me que as pessoas não têm os mesmos defeitos por terem passado situações similares. Tenho receio de vir a sofrer os efeitos da amargura dela, mas se for para sermos mais do que amigos, estou aqui para lutar e dar-lhe motivos para sorrir...
Por tudo isto, cada vez mais sinto que não nos adianta vitimizar, sofrer por antecipação, sentir-nos magoados com tretas sem importância. Devemos lutar por aquilo que queremos, por viver momentos felizes. Com medo, sim, mas faz parte...
Estou mesmo com vontade que 2016 me traga muitos momentos felizes, sozinho ou acompanhado.
Quanto à situação dos miúdos, é mesmo karma :p e a outra casada também tinha... claro que as pessoas devem ser fiéis e ter juízo, eu seria incapaz de trair a minha mulher, mas há situações e situações. Sinceramente, não me arrependo de ter vivido aquilo. Mal do marido dela que não sabe o que tem em casa, mas como ele há muitos.

Ver perfil do usuário

609 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 7:19 pm

Nês


Nível 2
Eu acho isto tudo muito bonito NF, mas há pessoas que gostam de brincar com os sentimentos dos outros. Cada vez vejo mais isso, do que propriamente o contrário. E o gosto de estar com alguém e dar-me é cada vez mais difícil devido a isso. Acho que devemos de ter o prazer de sentirmo-nos amados e de amarmos, mas acho também que se pensarmos só nisso e não filtrarmos acabaremos por nos magoar mais facilmente.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

610 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 7:36 pm

NF


Nível 2
Nês escreveu:Eu acho isto tudo muito bonito NF, mas há pessoas que gostam de brincar com os sentimentos dos outros. Cada vez vejo mais isso, do que propriamente o contrário. E o gosto de estar com alguém e dar-me é cada vez mais difícil devido a isso. Acho que devemos de ter o prazer de sentirmo-nos amados e de amarmos, mas acho também que se pensarmos só nisso e não filtrarmos acabaremos por nos magoar mais facilmente.


Claro, Inês, mas vivemos na Era do Eu, as pessoas vivem como se a aparência e o prazer próprio fossem tudo. Claro que não se pode adivinhar que as relações vão dão certo, mas preciso de confiar na pessoa para avançar. Se a pessoa não me transmitir confiança, esquece. Normalmente ao princípio, torço muito o nariz, mas acabam por me dar a volta :p

Ver perfil do usuário

611 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 8:39 pm

Nês


Nível 2
Enfim. É uma complicação. Mas as pessoas também complicam.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

612 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 8:58 pm

NF


Nível 2
As pessoas pensam demais :p

Ver perfil do usuário

613 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 9:01 pm

João A


Nível 2
Há pessoas para quem é ainda mais complicado do que para vocês, acreditem. E mais não digo. xD

Ver perfil do usuário

614 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 9:10 pm

Nês


Nível 2
Não entendo o que queres dizer. Não acho que haja uma escala de complicação de situações. Existe sim uma escala de estupidez humana que está proporcionalmente de acordo com as complicações da vida, agora aquela coisa de "há pessoas piores que tu" é minimizar o que se sente. Quer seja amoroso, quer seja de outro tipo qualquer.

Cada um sabe de si. As pessoas não sabem é usar aquilo que melhor temos e mais simples é de forma proveitosa.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

615 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 9:56 pm

João A


Nível 2
Não percebeste o que quis dizer. Mas também não estou com paciência para explicar. Era uma conversa que dava pano para mangas e não estou disposto a elaborar, pelo menos não hoje.

E se bastasse não ser "estúpido" (o que quer isso para ti seja, ou quê, inteligência?) para não ter problemas então as coisas seriam muito mais simples do que são.

Ver perfil do usuário

616 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:08 pm

NF


Nível 2
Todas as pessoas têm problemas. Problemas de amor, de trabalho, de saúde. Haver problemas de maior dimensão, não diminui o tamanho e o sofrimento sentido através dos outros problemas. Também tenho problemas de saúde e sei dar valor a quem os tem, isso não faz com que eu deixe de sofrer por amor quando acontece. E se tens problemas de amor que consideras mais graves do que os nossos, podes sempre desabafar. Quem sabe alguém te possa aconselhar da melhor forma.
Agora vires aqui dar o comentariozinho e depois acrescentar que não dizes mais nada e não tens paciência para explicar valia mais ficares calado.

Ver perfil do usuário

617 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:14 pm

João A


Nível 2
NF escreveu:Todas as pessoas têm problemas. Problemas de amor, de trabalho, de saúde. Haver problemas de maior dimensão, não diminui o tamanho e o sofrimento sentido através dos outros problemas. Também tenho problemas de saúde e sei dar valor a quem os tem, isso não faz com que eu deixe de sofrer por amor quando acontece. E se tens problemas de amor que consideras mais graves do que os nossos, podes sempre desabafar. Quem sabe alguém te possa aconselhar da melhor forma.
Agora vires aqui dar o comentariozinho e depois acrescentar que não dizes mais nada e não tens paciência para explicar valia mais ficares calado.

Eu referia-me especificamente à dificuldade em dizer alguém que se está apaixonado, não aos problemas em geral. Como é óbvio, vocês podem ter problemas piores que os meus. Não sei.

Ver perfil do usuário

618 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:17 pm

NF escreveu:Todas as pessoas têm problemas. Problemas de amor, de trabalho, de saúde. Haver problemas de maior dimensão, não diminui o tamanho e o sofrimento sentido através dos outros problemas. Também tenho problemas de saúde e sei dar valor a quem os tem, isso não faz com que eu deixe de sofrer por amor quando acontece. E se tens problemas de amor que consideras mais graves do que os nossos, podes sempre desabafar. Quem sabe alguém te possa aconselhar da melhor forma.
Agora vires aqui dar o comentariozinho e depois acrescentar que não dizes mais nada e não tens paciência para explicar valia mais ficares calado.
Só um aparte, se me permites, muitas vezes os problemas que uma pessoa tem, são criados por essa mesma pessoa. Hoje em dia, muita gente se sente insatisfeita, desesperando por tudo e por nada, e sendo dramática. Por isso é que devemos pensar que há gente com problemas de maior escala que os nossos. Talvez assim nos consigamos abstrair desses problemas... silent

Ver perfil do usuário

619 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:33 pm

NF


Nível 2
João A, estou esclarecido :p

dvdpirata escreveu:
NF escreveu:Todas as pessoas têm problemas. Problemas de amor, de trabalho, de saúde. Haver problemas de maior dimensão, não diminui o tamanho e o sofrimento sentido através dos outros problemas. Também tenho problemas de saúde e sei dar valor a quem os tem, isso não faz com que eu deixe de sofrer por amor quando acontece. E se tens problemas de amor que consideras mais graves do que os nossos, podes sempre desabafar. Quem sabe alguém te possa aconselhar da melhor forma.
Agora vires aqui dar o comentariozinho e depois acrescentar que não dizes mais nada e não tens paciência para explicar valia mais ficares calado.
Só um aparte, se me permites, muitas vezes os problemas que uma pessoa tem, são criados por essa mesma pessoa. Hoje em dia, muita gente se sente insatisfeita, desesperando por tudo e por nada, e sendo dramática. Por isso é que devemos pensar que há gente com problemas de maior escala que os nossos. Talvez assim nos consigamos abstrair desses problemas... silent

Isso é bonito de se dizer, é até daquelas coisas cliché que dizemos em conversa com amigos: "mas pronto, há pessoas com problemas bem mais graves". Eu não duvido que há pessoas com problemas maiores, mas nem acho que a minha vida é um drama por ter problemas, nem sequer me satisfaço com a infelicidade dos outros. Por ter problemas, por desabafar, não significa que tenha pena de mim e me ache um desgraçadinho. Ainda assim, há coisas que não podemos evitar, quer seja por nos desiludirem, quer seja por não podermos mudar atitudes passadas ou nuances da nossa personalidade. E mesmo que sejamos nós os culpados, não deixamos de sofrer quando sofremos. Simples. Faz parte da vida. Não estou a ser dramático quando me queixo da minha vida. Estou a constatar aquilo que sinto. E isso não significa que não vou fazer nada para o mudar, ou que me estou a vitimizar. Tenho a certeza que vou ultrapassar os meus problemas atuais, e que virão outros. Agora, sabe sempre bem desabafar, partilhar as minhas queixas e ouvir as palavras de outras pessoas.
:p

Ver perfil do usuário

620 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:37 pm

Nês


Nível 2
João A escreveu:Não percebeste o que quis dizer. Mas também não estou com paciência para explicar. Era uma conversa que dava pano para mangas e não estou disposto a elaborar, pelo menos não hoje.

E se bastasse não ser "estúpido" (o que quer isso para ti seja, ou quê, inteligência?) para não ter problemas então as coisas seriam muito mais simples do que são.

Estupido no sentido de não ter medo e ter auto-estima suficiente para poder dizer o que sente e seguir o que sente sem receios de dedos apontados. A sociedade fabrica as nossas relações. O que eu entendi do que disseste era que havia casos amorosos mais complicados que outros. E eu só disse que não achava isso. A complicação está na nossa cabeça e estar a defini-la como sendo maior ou menor é errado porque todos somos a mesma base: amor.

Por muito diferente que sejamos em termos de orientação, personalidade e gosto a base é sempre a mesma e se alguma vez se cria essa divisão de haver maiores e menores complicações amorosas, não é da situação em sim, mas sim da pessoa que é estupida em pensar assim. Todos passamos pelos mesmos sentimentos.

Foi isso que entendi do teu comentário João.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

621 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:44 pm

João A


Nível 2
Mas eu acho que nem sempre tem a ver com auto-estima... há certas dificuldades em abordar alguém em determinadas circunstâncias. É um assunto complicado. Às vezes não sabemos sequer se há a mínima hipótese de essa pessoa estar interessada ou não. E se essa pessoa pode não gostar de saber essa informação. Nem toda a gente lida bem com o embaraço da situação.

Ver perfil do usuário

622 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 10:57 pm

NF


Nível 2
João A escreveu:Mas eu acho que nem sempre tem a ver com auto-estima... há certas dificuldades em abordar alguém em determinadas circunstâncias. É um assunto complicado. Às vezes não sabemos sequer se há a mínima hipótese de essa pessoa estar interessada ou não. E se essa pessoa pode não gostar de saber essa informação. Nem toda a gente lida bem com o embaraço da situação.

Não precisas declarar-te para perceber se a outra pessoa está interessada. Aproxima-te da pessoa, "fabrica" conversas e vê com os teus próprios olhos o que a pessoa sente. Se já tiveres confiança com ela, podes sempre dizer, sem complexos: "olha, estou interessado em ti, achas que tenho hipótese?". Só para ti é que isso é quase o fim ou o princípio do mundo.
Toda a gente gosta que alguém esteja interessado nela, só lhe alimenta o ego. Só se insistires ou te mostrares "desesperado", é que a pessoa já não vai gostar. Se ela te disser não, é não.
Mesmo que ela fique embaraçada, não é problema teu, e certamente o teu embaraço é 1000 vezes maior. De qualquer forma, acho que a "declaração de amor" não é a melhor forma de fazer a coisa. O meu conselho nessas situações é que a pessoa se aproxime e seduza. Às vezes um toque nas mãos ou no cabelo é o suficiente para se saber todas as respostas.

Ver perfil do usuário

623 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 11:01 pm

Nês


Nível 2
Eu acho que se nota claramente quando estou interessada em alguém. Então se me olharem nos olhos...de chapa.


_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Ver perfil do usuário

624 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 11:07 pm

NF


Nível 2
Nês escreveu:Eu acho que se nota claramente quando estou interessada em alguém. Então se me olharem nos olhos...de chapa.

Eu depende... os meus olhos até podem brilhar, mas enquanto não sei se tenho hipóteses é meu costume até ser frio para com a pessoa Surprised fico arrogante para com ela à frente dos outros... mas é a minha maneira de ser e faço isso sem dar conta. Depois só tento aproximar-me da pessoa quando mais ninguém está a olhar para nós. Talvez seja o medo de fazer figura de parvo à frente das outras pessoas.

Ver perfil do usuário

625 Re: Desabafos da Vida em Dom Dez 27, 2015 11:08 pm

João A


Nível 2
Eu percebo o que querem dizer. É um assunto sensível que não me sinto à vontade para expôr aqui no fórum... acreditem, há alguns "twists" lol. Talvez um dia me sinta mais à vontade para falar no assunto.

Ver perfil do usuário

626 Re: Desabafos da Vida Hoje à(s) 9:46 pm

Conteúdo patrocinado



Publicidade



Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 25 de 28]

Ir à página : Anterior  1 ... 14 ... 24, 25, 26, 27, 28  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum